Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: EUA fazem sua pior campanha em fase de grupos no futebol feminino

EUA só não ficaram uma vez como líder de sua chave na primeira edição do torneio, em Atlanta-1996

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Twitter USWNT

Os Estados Unidos conseguiram a classificação para às quartas de final do torneio feminino de futebol das Olimpíadas de Tóquio-2020 com o empate sem gols com a Austrália nesta terça-feira (27). Mas a vaga também foi conquistada com certo sufoco e com uma campanha que nada lembrou a principal dinastia do esporte no mundo.

A campanha da seleção dos EUA em Tóquio-2020 na fase de grupos foi a pior da história das competições femininas do futebol em Jogos Olímpicos, que ocorrem desde Atlanta-1996. Além disto, é a apenas a segunda vez que as americanas não terminam sua chave na primeira posição.

A primeira vez foi justamente no torneio inaugural em Atlanta. Em casa, os EUA terminaram a primeira fase empatadas com a China em sete pontos, mas ficaram com a segunda posição nos critérios de desempate. No entanto, os Estados Unidos conseguiram se ‘vingar’ das chinesas e venceram a final por 2 a 1 para conquistar a medalha de ouro.

Outra marca nada confortável da seleção americana nas Olimpíadas de Tóquio. A disputa da primeira fase foi a primeira vez em que os EUA venceram apenas uma partida desta fase, os 6 a 1 em cima da Nova Zelândia na rodada anterior. Além do empate com as australianas, haviam perdido na estreia para a Suécia.

A campanha, que fez os EUA terminarem com a segunda posição do Grupo G, com quatro pontos, foi suficiente para que as americanas se classificassem para às quartas de final, onde enfrentam a Holanda.

LEIA MAIS

Pia Sundhage e mais três: Treinadoras que disputaram as Olimpíadas também como atletas