Palmeiras negocia com Nacional-URU para receber fatia maior por Viña; veja os valores

Diretoria do Palmeiras espera receber quase 70% do valor total da venda de Matías Viña para a Roma, por cerca de R$ 70 milhões

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras encaminhou a venda do lateral-esquerdo Matías Viña para a Roma, da Itália, por 11 milhões de euros (cerca de R$ 68 milhões, na cotação atual), além de X de bônus por metas alcançadas, por 100% dos direitos econômicos do jogador de 23 anos. A diretoria Alviverde, no entanto, tenta negociar com o Nacional-URU para receber uma porcentagem maior do que a que tem direito para liberar o jogador em definitivo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

+ Diretoria do Palmeiras torce para não receber proposta irrecusável por titular absoluto

Dono de 57,5% dos direitos econômicos de Viña, o acordo nos moldes atuais dá ao Palmeiras direito a receber 6,3 milhões de euros (R$ 39 milhões) pela venda do jogador. Segundo o ‘ge’, no entanto, a diretoria palmeirense negocia com o clube uruguaio para receber algo em torno de 7,5 milhões de euros (R$ 46,5 milhões) – o equivalente a quase 70% do valor total.

Contratado no início de 2020, Viña teve inicialmente 50% dos direitos econômicos adquiridos pelo Palmeiras por 3,5 milhões de euros (R$ 16,5 milhões na época). Depois, o Verdão ainda comprou mais 7,5% previstos em contrato.

Pelo Palmeiras, Viña se firmou como peça importante da equipe, tanto com Vanderlei Luxemburgo, quanto com Abel Ferreira. O lateral já disputou 70 jogos e marcou cinco gols, além de ter conquistado a Tríplice Coroa na temporada passada, com os títulos do Campeonato Paulista, Libertadores e Copa do Brasil.

O Palmeiras já tratava como ‘questão de tempo’ a venda de Matías Viña para o Velho Continente por vários fatores: qualidade técnica acima da média, idade boa, jogador de seleção e que atual em uma posição escassa no futebol mundial.

Em entrevista coletiva no último fim de semana, o técnico Abel Ferreira comentou a possibilidade de perder o jogador. “A diretoria fez um comunicado após uma declaração do treinador contra o CRB e foi clara sobre as prioridades. Está claro para mim, para toda a gente, e portanto não vale falar sobre isso. Acima de tudo, é sinal de um trabalho coletivo, que o grupo está fazendo um bom trabalho e estão reparando como estão jogando. Sobre propostas, a diretoria foi clara sobre as prioridades neste ano sobre esta matéria”, disse após a vitória sobre o Atlético-GO, pela rodada do Campeonato Brasileiro.

LEIA MAIS:
Clube europeu tem princípio de acordo com Borja, mas ainda tenta se acertar com o Palmeiras
Palmeiras já arrecadou mais de R$ 40 milhões com venda de jogadores em 2021; veja quanto falta para a meta

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes