Pedro Lucas no time de transição e Guedes terceiro reserva: presidente do Grêmio explica situação dos jovens atletas

Presidente gremista Romildo Bolzan Jr concedeu entrevista aos canais oficiais do clube nesta segunda

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A proposta do quadro “Papo com Presidente”, do YouTube oficial do Grêmio, é justamente possibilitar aos torcedores do clube mandarem perguntas ao mandatário Romildo Bolzan Jr. Por isso, naturalmente, o dirigente respondeu nesta segunda-feira sobre dois dos jovens do elenco mais lembrados pelos tricolores: o lateral-esquerdo Guilherme Guedes e o meia Pedro Lucas.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Guedes, a partir da chegada de Felipão, voltou a ser o terceiro reserva e sequer foi relacionado para os últimos jogos. Cortez virou novamente o titular da lateral-esquerda, enquanto Diogo Barbosa tem ficado no banco.

No caso de Pedro Lucas, que surgiu com algum destaque junto ao time de garotos que jogou no Gauchão, a decisão do clube foi de fazer um fortalecimento muscular para que o meia aguentasse mais as partidas profissionais. Atualmente, ele vem jogando o Brasileirão de Aspirantes no time de transição.

“O Pedro voltou para a transição. Estava fazendo recuperação muscular para melhorar o biotipo magro. Isso precisa ser aperfeiçoado. Está nesse processo ainda. O Guedes está absolutamente pronto para jogar. Eu também me questiono e busco informações. Me dizem que quando estiver 100% vai jogar. Tem viajado, sido reserva. Um jogador para atuar precisa estar absolutamente pronto. Existe muito critério para isso. E eu acredito nesses diagnósticos de um jogador ter que entrar num jogo sem riscos de nada”, explicou o presidente gremista.

Veja a íntegra da entrevista do presidente gremista Romildo Bolzan e, abaixo, outras declarações:

“O Cortez está na atividade nos últimos jogos. Renovação ou não renovação, quando vem com uma afirmação de alguém que diz que “não pode renovar”, eu penso que deve existir respeito. Eu não quero excluir, quero integrar. Eu compreendo o torcedor que tem essa passionalidade, para mim está correto. Mas eu prefiro o ambiente da preservação e do apoio. Quem erra, um dia paga o preço. Sou solidário ao Cortez e, se vai renovar, vamos ver mais adiante. Neste momento, vale mais o apoio ao jogador para o nosso ambiente de recuperação”
.
“Quando uniformizar as vacinações, acho que podemos trabalhar essa ideia para setembro. Está sendo discutido isso. A Conmebol já liberou. Mas no Brasil existe o conceito de que as praças precisam ser exercidas com reciprocidade. Que a praça do visitante também possa ter torcida”
.
“O Paulo Victor teve uma boa participação no campeonato de 2019, defendeu os pênaltis no Gauchão. Teve o seu papel. Mas com o tempo se perde o espaço. Faz parte. O Vanderlei foi uma solicitação do treinador na época. Chapecó e Brenno têm 21 anos. E graças a Deus tiveram chances nesse ano e desempenharam. O Adriel também é muito bom goleiro. Isso nos dá tranquilidade para não contratar um novo goleiro”

LEIA MAIS:

Grêmio anuncia a volta de Felipão, informa tempo de contrato e dirigente se empolga: “Vontade juvenil de trabalhar”

Méndez elogia reforço do Inter, fala de duelo com Diego Souza e diz que fez do último Gre-Nal “uma guerra”

Douglas Costa cita culpa maior dos jogadores por fase do Grêmio e fala de Felipão após derrota para o Palmeiras