Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Rebeca Andrade é prata! A primeira medalha da ginástica feminina do Brasil em Olimpíadas

Rebeca Andrade conquista medalha histórica nas Olimpíadas de Tóquio

Wagner Moreira
Formado em audiovisual, jornalista e analista de mídia. Sou apaixonado por futebol, basquete e automobilismo. Comecei minha carreira escrevendo sobre música e cobrindo eventos culturais, o torcedores.com é a possibilidade de falar sobre os esportes que cresci assistindo e que fazem parte da minha vida.

Crédito: Jamie Squire/Getty Images

Um dia especial, um privilégio para quem pôde acompanhar a performance de Rebeca Andrade, o Brasil é prata nas Olimpíadas.

A ginástica artística brasileira é um dos grandes orgulhos do país em Olimpíadas, com grandes atletas surgindo todo ciclo de Jogos.

A paulista de 22 anos, Rebeca Andrade, é uma delas e nesta quinta-feira(29), a ginasta viveu o sonho de uma final olímpica.

A final do individual geral da ginástica feminina não contou com a presença de Simone Biles, fazendo de Rebeca, a competidora com melhor pontuação das classificatórias, 57.399.

Salto

Na sua primeira rotação, Rebeca escolheu um salto de grande dificuldade e foi quase perfeita, apenas pisando na linha na aterrissagem, 15.300, nota fantástica.

A brasileira fechou em primeiro no seu grupo do salto.

– Rebeca Andrade (BRA): 15.300 (salto)
– Jade Carey (EUA): 15.200 (salto)
– Angelina Melnikova (ROC): 14.633 (salto)

Assimétricas

O aparelho era umas das especialidade de Nina Derwael, Sunisa Lee e Melnikova, mas Rebeca Andrade não se intimidou, a primeira a se apresentar foi bem na execução.

Nota de 14.666, não entre as melhores do elemento, mas boa para se manter na briga.

– Rebeca(BRA): 15.300 (salto), 14.666 (assimétricas)
– Sunisa Lee (EUA): 14.600 (salto), 15.300 (assimétricas)
– Angelina Melnikova (ROC): 14.633 (salto), 14.900 (assimétricas)

Trave

O aparelho, na teoria, não é o melhor de Rebeca, mas a brasileira buscou fazer uma série limpa que a deixasse viva na disputa, nota de 13.566.

Após revisão a nota da brasileira foi para 13.666, a segunda posição no geral, atrás apenas de Sunisa Lee.

– Sunisa Lee (EUA): 14.600 (salto), 15.300 (assimétricas), 13.833 (trave)
– Rebeca (BRA): 15.300 (salto), 14.666 (assimétricas), 13.666 (trave)

Solo – Rebeca Andrade é Prata

Rebeca chegou ao último aparelho muito forte na disputa por medalha, a quinta a se apresentar, fez linda apresentação com o Baile de Favela.

Rebeca Andrade é prata! Histórico!

Ouro – Sunisa Lee (43.733)

Prata – Rebeca (43.632)

Bronze – Vladislava Urazova (43.566

LEIA MAIS

É bronze! Mayra Aguiar faz história no judô e vai ao pódio nas Olimpíadas

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Adriano Imperador manda recado para Simone Biles