Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Renato Gaúcho diz que briga com o São Paulo foi “mico para o Brasil inteiro”

Treinador do Flamengo também ressaltou que sua equipe “estava perdendo e não estava apelando”

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Alexandre Vidal/ Flamengo

O Flamengo goleou o São Paulo de virada pelo placar de 5 x 1, em partida disputada neste domingo (25) no estádio do Maracanã, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols dos donos da casa foram marcados por Bruno Henrique (três vezes), Gustavo Henrique e Welington (contra), enquanto Arboleda anotou para o time paulista.

Com dois jogos a menos, o Rubro-Negro carioca ocupa o sexto lugar na tabela somando 21 pontos e fecha o grupo de classificação para a Copa Libertadores. Já o Tricolor paulista abre a zona de rebaixamento na 17ª posição com 11 pontos.

O confronto no Maracanã também ficou marcado por discussões e brigas entre atletas e membros das comissões técnicas das duas equipes. Para Renato Gaúcho, treinador do Flamengo, a confusão fora do campo de jogo foi “mico para o Brasil todo”.

“Eu falei para alguns jogadores do São Paulo, até para o Crespo (treinador são-paulino), que o Flamengo estava perdendo e só estava jogando. É o que eu costumo falar: não tem que ficar pagando esse mico para o Brasil todo, essas confusões extracampo. A minha equipe jogou futebol o tempo todo, buscou a vitória o tempo todo. Nós estávamos perdendo e não estávamos apelando”, disse o técnico em entrevista após a partida.

No segundo tempo, após o terceiro gol do Flamengo, houve uma confusão generalizada entre integrantes das comissões técnicas e o árbitro Felipe Fernandes de Lima expulsou o médico do clube carioca, Márcio Tannure, e Alejandro Kohan, do São Paulo, que foi retirado de campo “arrastado” pelos seguranças.

“Eu estava cuidando do jogo, não posso falar direito o que aconteceu, porque eu estava de costas. Acho que o árbitro agiu muito bem, puniu quem tinha que punir”, explicou Renato Gaúcho. E completou:

“Na vida e na profissão, você tem que saber ganhar e saber perder, porque você não vai ganhar todas e também não vai perder todas. Quando você está ganhando, não pode ser uma pessoa e, de repente, quando está perdendo, ser outra”.

LEIA TAMBÉM

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Olimpíadas de Tóquio: 7 esportes em que o Brasil nunca conseguiu medalha

5 promessas do esporte brasileiro que devem brilhar nas Olimpíadas de Tóquio