Roma busca seduzir Matías Viña com salário milionário; veja valores

Lateral do Palmeiras é uma das prioridades do clube italiano para a próxima temporada

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco - Palmeiras

Enquanto busca reduzir a pedida do Palmeiras, a Roma busca também fechar um acordo com Matías Viña. De acordo com o jornal “Corriere dello Sport“, o clube negocia um contrato de quatro anos com o uruguaio, em que estariam previstos vencimentos de 1.2 milhão de euros (R$ 7.2 milhões) por temporada, com bônus em seu vínculo podendo aumentar o montante.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Além de ganhar uma projeção ainda maior na Europa, o fator salarial seria um dos motivos para Viña ver com bons olhos uma saída do Palmeiras. Com a lesão de Spinazzola, o uruguaio tem chances de ganhar a confiança de Mourinho e alcançar a titularidade caso desembarque na Roma.

Apesar do desejo em contar com o lateral-esquerdo, o time italiano ainda encontra dificuldades nas tratativas com o Palmeiras. Inicialmente, uma proposta de 10 milhões de euros (R$ 60.3 milhões) com mais € 3 milhões (R$ 18 milhões) em bônus, além de uma porcentagem sobre uma futura venda, foi recusada. Sendo assim, o martelo só será batido com o Verdão recebendo uma quantia maior.

Como detém 57.5% dos direitos de Viña, o Palmeiras estaria exigindo 18 milhões de euros para liberar o jogador. Porém, o diário conta que uma redução tem chances de ser aceita. Dessa forma, uma oferta de 12 milhões de euros e mais € 3 milhões em bonificações, totalizando 15 milhões de euros (R$ 90.6 milhões), pode colocar fim na “novela” e selar a transferência do uruguaio.

LEIA MAIS