São Paulo sai na frente, mas cede empate ao Racing no Morumbi

São Paulo abriu o placar com Vitor Bueno e um bom primeiro tempo, mas sofreu empate do Racing antes do intervalo e sofreu no segundo tempo

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.
São Paulo São Paulo 1-1 Racing Club Racing
Conmebol Libertadores 2021 - Oitavas de Final (Ida)

O São Paulo apenas empatou com o Racing por 1 a 1 no Morumbi nesta terça-feira (13), em jogo de ida válido pelas oitavas de final da Libertadores.

Vitor Bueno foi o responsável pelo gol e por ter melhorado o desempenho do São Paulo no primeiro tempo, desequilibrando um jogo que estava bastante igual nas chances de gols. Porém, o Racing buscou o empate antes do intervalo na jogada individual de Enzo Coppeti, ex-Santos.

Os argentinos conseguiram ameaçar mais no segundo tempo e foram superiores, levando sustos para o goleiro Tiago Volpi.

Racing e São Paulo voltam a se enfrentar no dia 20, a partir das 21h30 pelo horário de Brasília, no jogo de volta. Antes, o São Paulo terá compromisso pelo Brasileirão neste sábado (17), a partir das 17h no Morumbi contra o Fortaleza.

Primeiro tempo

A equipe argentina começou mais com a bola com saídas em 3-5-2, com variações para o 4-4-2 nas fases defensivas. Na tentativa inicial, Sigali lançou Copetti na intermediária mas o lance acabou parando em Léo.

Em seguida, foi a vez de Diego Costa afastar o perigo em cobrança de lateral na linha de fundo. Tentando sair no contragolpe, Éder foi lançado ao ataque, mas acabou sendo interrompido pelo assistente que marcou impedimento.

Aris, o goleiro do Racing, apareceu em diversos momentos importantes. Em sua primeira participação de destaque, errou na saída de jogo com os pés e se atrapalhou todo, mandando para a linha de fundo. Rorigo Nestor cobrou e Diego Costa quase marcou de cabeça.

Aos 11′, Cáceres perdeu a bola para Éder e deixou para Igor Gomes dentro da área, mas o jogador acabou caindo sozinho dentro da grande área. O jogo seguiu movimentado com chances para os dois lados.

O Racing teve sua melhor chance aos 18′. Com espaço na intermediária, Mauricio Martínez chutou firme e a bola passou muito perto do travessão. Buscando resposta imediata, Igor Vinicius chutou cruzado aos 20′ e Arias fez uma ótima defesa, destacando-se positivamente desta vez.

Um dos lances mais importantes do jogo foi aos 28′, quando Eder sentiu fisgadas na coxa e deu lugar à Vitor Bueno, um dos principais destaques. O São Paulo melhorou consideravelmente com a substituição.

Aos 31′, Vitor Bueno foi lançado com bastante perigo em falha defensiva argentina e ficou no 1v1 contra o goleiro Arias, que acabou dando um leve toque para salvar o Racing, em lance que parou por impedimento após o término da jogada.

Depois, foi a vez de Sigali receber na entrada da área e desperdiçar uma ótima oportunidade ao errar passe. Por sorte, Igor Gomes recuperou a bola e construiu toda a jogada que originou o primeiro gol do tricolor paulista.

Wellington fez o cruzamento na área em bola vinda pelo lado esquerdo e o goleiro Arias estava na bola, mas acabou soltando e deixou nos pés de Vitor Bueno na entrada da área, livre, para apenas empurrar às redes e abrir o placar aos 35′ no Morumbi.

O São Paulo quase marcou o segundo no contragolpe aos 38′ onde Wellington disparou  e deixou a marcação no chão. Sozinho, achou Vitor Bueno no 1v1 contra Arias, mas o goleiro desta vez foi enorme e fez uma excelente defesa para salvar o Racing.

Mesmo pressionando na reta final e muito perto de marcar o segundo gol, o São Paulo acabou sofrendo gol de empate no último lance do primeiro tempo. Nos acréscimos, Copetti recebeu na intermediária, encontrou espaço na grande área, girou  e finalizou no contra-pé de Volpi para empatar tudo.

 

Segundo tempo

O Racing começou melhor no segundo tempo criando mais chances de gol (principalmente pelo lado esquerdo) e ficando mais tempo com a posse, além de trocar diversos passes na intermediária. Enquanto isso, o São Paulo estava tendo as melhores chances nas tomadas de bola.

Na primeira jogada do segundo tempo, a defesa do Racing se complicou dentro da área após bola levantada e quase marcou gol contra, com Arias tendo que defender firme para evitar o lance inusitado.

São Paulo tentava sair mais ao ataque na tabelinha de Léo com Liziero e na tentativa de Igor Vinícius com o passe de Igor Gomes para dentro da área, mas a defesa argentina e estava atenta.

Crespo optou por efetuar duas mudanças para o restante do segundo tempo, com as entradas de Gabriel Sara e Benítez nos lugares de Liziero e Igor Gomes. E logo na primeira jogada em campo, Sara recebeu de Weligton na entrada da área e chutou por cima, levando perigo.

Entretanto, o Racing ameaçou bastante depois deste lance e quase virou o jogo aos 22′. Martínez arriscou de fora e a bola foi no canto direito, mas Volpi salvou o tricolor paulista em sua melhor defesa do jogo, mandando para escanteio.

Gabriel Sara entrou bem e quase aproveitou a sobra na entrada da área, finalizando com muito perigo por cima aos 37′. Porém, o São Paulo quase viu o Racing conseguir mais uma vez virar em jogada extremamente perigosa.

Aos 40′, Domínguez avançou pela direita e cruzou no momento certo para Mena, que cabeceou por cima do travessão e perdeu um gol incrível. Por fim, Arias fez uma defesa espetacular na última chance do jogo, depois que Benítez arriscou de fora.

 

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1-1 RACING

Data: 19/06/2021, 13:00
Estádio: Allianz Arena
Árbitro: Anthony Taylor (Inglaterra)

Gols: 1T 28′ Vitor Bueno (São Paulo); 1T 45′ Copetti (Racing)

Substituições – São Paulo: Vitor Bueno (Eder); Gabriel Sara (Liziero); Benítez  (Igor Gomes); Marquinhos (Vitor Bueno); Talles (Rodrigo Nestor)

Substituições – Racing: Novillo (Martínez); Rojas (Piatti); Correa (Copetti); Domínguez (Cazares); Lovera (Chancalay)

São Paulo (3-5-2): Tiago Volpi (C) – Robert Arboleda, Léo, Diego – Igor Vinícius, Luan Santos, Liziero, Igor Gomes, Welington – Rodrigo Néstor e Éder. Técnico: Hernan Crespo

Racing (4-3-3): Gabriel Arias (C) – Juan Cáceres, Eugenio Mena, Nery Domínguez, Leonardo Sigali – Ignacio Piatti, Leonel Miranda, Mauricio Martínez – Tomás Chancalay, Enzo Copetti e Aníbal Moreno. Técnico: Juan Antonio Pizzi

LEIA MAIS

Boca e Atlético-MG empatam em jogo pouco movimentado na Bombonera

Libertadores: Fluminense resolve no 2º tempo, bate o Cerro e encaminha vaga

Boca Juniors x Atlético-MG: após revisão no VAR, árbitro anula gol dos argentinos em lance polêmico; confira

Bruno Guimarães elogia presença de Daniel Alves na seleção olímpica: “ídolo nato”