Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Aguirre se surpreende com atuação ruim do Inter, avalia protestos e evita falar de vida noturna dos jogadores

Confira os principais destaques da coletiva de imprensa do técnico Diego Aguirre depois de Inter 0x0 Cuiabá

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/YouTube

Após a sua primeira semana cheia para treinamentos desde a volta ao Inter, o técnico Diego Aguirre tinha a expectativa de um jogo melhor do time, mas o 0x0 diante do Cuiabá, neste sábado, no Beira-Rio, pelo Brasileirão, frustrou totalmente os seus planos – confira as principais falas do treinador em coletiva:

Desempenho contra o Cuiabá:

“Não jogamos bem. Fico surpreso, porque tinha outra expectativa. Tinha a expectativa que o time continuaria a evoluir. Lamentavelmente não aconteceu. Não pudemos em nenhum momento superar o rival. Claramente não merecíamos a vitória”

Os protestos feitos pela torcida do Inter:

“Não sei se chegou ou não ao vestiário os protestos. Tem que entender o torcedor, que estava entusiasmado e as coisas não aconteceram. É normal em times grandes os torcedores cobrando. São coisas normais”

Vida noturna dos jogadores:

“Não tenho nenhuma informação das coisas que está falando (jogadores em festas). Tem que cuidar os momentos e se fala muita coisa. Os jogadores estão trabalhando bem, se sacrificando. Os primeiros que querem que as coisas melhorem somos nós. Estamos todos juntos”

Volta de Guerrero:

“Quando perguntaram na semana passada sobre Guerrero, eu achava que não ia estar pronto. Na segunda-feira, o departamento médico disse que podia atuar normalmente. Tive uma conversa com ele, e ele disse que podia jogar. Não podia mais que 45, mas queria começar”

Número de cartões:

“Recebemos muitos cartões desnecessários. Uma coisa que não pode acontecer. Vou tentar fazer com que isso não aconteça. Tudo é prejuízo para o time. Precisamos de todos. É um erro”

Sequência e jogo contra o Flamengo:

“Temos que assumir o momento de dificuldade, trabalhar e sair adiante, pensando rapidamente no próximo jogo. Hoje ficamos preocupados, porque o time não pôde mostrar um bom futebol. Temos que pensar no domingo que vem, que será uma final para nós”

LEIA MAIS:

Grêmio anuncia a volta de Felipão, informa tempo de contrato e dirigente se empolga: “Vontade juvenil de trabalhar”

Méndez elogia reforço do Inter, fala de duelo com Diego Souza e diz que fez do último Gre-Nal “uma guerra”

Douglas Costa cita culpa maior dos jogadores por fase do Grêmio e fala de Felipão após derrota para o Palmeiras

As melhores notícias de esportes, direto para você