Home Esportes Olímpicos Balanço do pentatlo moderno: Brasil só consegue um 36º lugar em Tóquio

Balanço do pentatlo moderno: Brasil só consegue um 36º lugar em Tóquio

A brasileira Ieda Guimarães sofreu quedas no hipismo, perdeu na rodada bônus da esgrima e foi desclassificada no tiro/corrida nas Olimpíadas de 2020

Marjoriê Cristine
Colaborador do Torcedores

Ieda Guimarães representou o Brasil no pentatlo moderno nas Olimpíadas de Tóquio 2020

PUBLICIDADE

A medalha de bronze de Yane Marques no pentatlo moderno em Londres 2012 foi inesperada. Depois disso, o esporte passou a ser melhor acompanhado pelos brasileiros. Nas Olimpíadas de Tóquio 2020, Ieda Guimarães era a única representante do país. A atleta não teve um bom desempenho e terminou em 36º, com 430 pontos.

A primeira participação da brasileira em Jogos Olímpicos foi marcada por quedas e até desclassificação em provas. Na primeira das cinco provas do conjunto do pentatlo moderno, Ieda ficou em 36º na esgrima.

+Balanço da maratona aquática: Ana Marcela Cunha consagra o Brasil

PUBLICIDADE

Quedas do cavalo

Em seguida, a brasileira ficou em último lugar dos 200 metros livre na natação. Na rodada bônus da esgrima, ela perdeu. O somatório parecia ruim, mas a atleta teve uma sequência de erros que praticamente a eliminaram.

No hipismo, a brasileira teve problemas com seu cavalo. O animal refugou no obstáculo duplo. Depois ela caiu duas vezes no cavalo e não somou pontos. Na corrida e na disputa do laser-run, a atleta não conseguiu concluir a prova.

Olimpíadas: Boxe do Brasil faz sua melhor campanha em Tóquio 2020

Essa foi a primeira vez na história dos Jogos Olímpicos que as cinco provas do pentatlo moderno foram disputadas em uma única arena. 

PUBLICIDADE

LEIA MAIS:

Olimpíadas: Novos esportes e mulheres no boxe e na ginástica trazem medalhas inéditas ao Brasil

Olimpíadas: Tiro com arco do Brasil iguala campanha da Rio 2016

Balanço das Olimpíadas: Badminton do Brasil teve resultado histórico, mas não foi longe em Tóquio 2020

Balanço da canoagem: Isaquias consagra o Brasil com ouro em Tóquio

PUBLICIDADE

Balanço no handebol: Brasil tem desempenho baixo em Tóquio

Balanço do tênis de mesa: Calderano leva Brasil a feito inédito em Tóquio

Balanço do rúgbi: Brasil só vence uma partida nas Olimpíadas