Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Governo de São Paulo fixa data para volta de público nos estádios

Alguns estados já começam a liberar a presença dos torcedores nas arquibancadas com a exigência do cumprimento de protocolos

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter, @cidovieira90.

Crédito: Divulgação/Palmeiras

O Governo do Estado de São Paulo sinalizou nesta quarta-feira (4) que pretende liberar a volta de público nos estádios a partir do dia 1º novembro. Com isso, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos e Red Bull Bragantino poderão terminar o Brasileirão da temporada 2021 contando com a participação dos seus torcedores em seus respectivos palcos de jogo.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

A medida de liberação, no entanto, deve ter limitações iniciais, como por exemplo, o controle no número de torcedores e o respeito a todos os protocolos estabelecidos pelas autoridades sanitárias.

A exemplo de eventos como shows e pistas de dança, os jogos voltarão a ter a comercialização de ingressos para o público. Os cuidados para a retomada dos torcedores no estádio prevê o uso obrigatório de máscara em qualquer ambiente, respeito aos protocolos de higiene, distanciamento e 100% da população adulta presente com o esquema vacinal completo.

“A partir do dia 1º de novembro, nós teremos o segundo marco muito importante: 100% dos adultos do nosso estado terão acesso ao esquema vacinal completo e a meta é alcançar pelo menos 90% da população de São Paulo. A partir do dia 1º de novembro será permitido eventos com controle de público, mas que possam ter pessoas em pé e pista de dança. Lembrando que o distanciamento e o uso de máscaras seguirão obrigatórios”, afirmou Patricia Ellen, secretária de desenvolvimento econômico do Governo.

A presença de público nos estádios paulista está suspensa desde o final de fevereiro do ano passado, quando a Covid-19 começava a apresentar um surto inicial no estado. A primeira medida tomada à época foi o veto de torcedores na disputa do Paulistão, e posteriormente o certame chegou a ser paralisado, como a totalidade dos estaduais em solo nacional.

LEIA MAIS:

As melhores notícias de esportes, direto para você