Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Alto salário de jogadores “escanteados” dificulta Grêmio a negocia-los com outros clubes

Romildo Bolzan Jr tenta aliviar fôlego financeiro mensal de R$ 1 milhão

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Lucas Ubel/ Grêmio

Antes de mais nada, o Grêmio está com dificuldades de negociar ou até mesmo usar como “moeda de troca” os jogadores “escanteados”, como se diz na gíria do futebol, pelo presidente Romildo Bolzan Jr.

O Torcedores.com apurou que o principal obstáculo é o alto salário que a maioria deles recebe no clube gaúcho. Bolzan Jr, inclusive, reintegrou dois jogadores após pedido do técnico Luiz Felipe Scolari diante da dificuldade para conseguir reforços.

Ainda segundo apurou a reportagem, o dirigente ainda tenta envolver Victor Ferraz, Paulo Miranda e Everton em alguma negociação. Este último, por exemplo, foi utilizado por Felipão da derrota por 2 a 0 para o Flamengo pela Copa do Brasil.

Desta lista, Everton tem o maior salário. O ordenado do meio-campista chega a R$ 500 mil por mês por conta das luvas diluídas no salário. Já o lateral-direito Victor Ferraz recebe R$ 350 mil, enquanto o zagueiro Paulo Miranda ganha R$ 120 mil por mês.

De acordo com fontes ligadas a diretoria, o Grêmio tem oferecido os atletas no mercado da bola, mas enfrenta resistência de alguns interessados quem tentam algum tipo de composição propondo pagar parte dos vencimentos.

O Grêmio, por sua vez, quer evitar empréstimos e dividir parte do salário dos jogadores pois sofreu muitos calotes nos últimos anos. Agora, Romildo Bolzan Jr tem até a próxima sexta-feira, data limite para transferências no futebol brasileiro, para definir o futuro dos atletas.

A temporada dos “renegados” pelo Grêmio

Victor Ferraz tem contrato com o Grêmio até o fim da atual temporada. Em 2021, por exemplo, disputou apenas três partidas com a camisa tricolor ainda sob o comando do ex-técnico Renato Gaúcho. Ele ainda não atuou no Campeonato Brasileiro. Conforme informou o Torcedores.com, o atleta está na mira do Ceará.

O zagueiro Paulo Miranda está vinculado ao clube gaúcho até 2022. Neste ano, o experiente jogador entrou em campo somente 11 vezes. No Brasileirão, disputou três partidas e acumulou 205 minutos na competição.

O meia-atacante Everton é outro que tem contrato longo com o Grêmio. Seu acordo vai até o fim de 2022. Fez sua estreia no Brasileirão na vitória por 2 a 0 sobre o Ceará. No entanto, ficou apenas 9 minutos em campo. Essa foi, inclusive, sua única partida na competição. 

As melhores notícias de esportes, direto para você

    

 

LEIA MAIS: 

Grêmio recebe sondagem de clube da Série A para empréstimo de Victor Ferraz 

Vasco aciona clube português na Fifa pela compra de jogador da base; saiba os detalhes 

Jádson é oferecido ao Remo, mas salário “fora da realidade” dificulta negociação