Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

PSG vira no fim e vence Lyon na Ligue 1; Neymar e Paquetá marcaram

PSG conseguiu arrancar no fim uma vitória no clássico contra o Lyon com gol de Mauro Icardi; Lucas Paquetá e Neymar foram às redes

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Ligue 1

PSG Paris Saint-Germain 2-1 Olympique Lyonnais Lyon
Ligue 1 - 6ª Rodada

Em clássico da 6ª rodada do Campeonato Francês neste domingo (19), o PSG arrancou no último lance uma vitória por 2 a 1 no Parque dos Príncipes em jogo que teve dois gols brasileiros.

Durante toda a partida, o PSG foi quem teve a iniciativa ofensiva de buscar criar jogadas contra o Lyon, que se posicionou com linhas baixas e intermediárias. No entanto, a organização tática do adversário dificultou bastante o time da casa.

Tanto que o primeiro gol foi do Lyon. Em jogada de contra-ataque, Lucas Paquetá definiu de primeira e venceu o goleiro Anthony Lopes. O PSG buscou o empate logo depois com Neymar cobrando pênalti.

A pressão continuou na reta final, mesmo depois que Lionel Messi foi substituído. O argentino passou em branco, assim como Neymar e Mbappé, mas o PSG virou no final com Mauro Icardi dando a vitória ao time parisiense.

 

Primeiro tempo

O PSG teve maior parte do controle da bola no primeiro tempo devido à estratégia mais defensiva do Lyon que optou por marcação compacta no próprio campo, alternando entre o 4-4-2 com o 5-3-2.

A primeira tentativa de perigo foi justamente do Lyon que marcou em cima e conseguiu tomar a bola. Pela esquerda, Ekambi fez boa jogada individual e cortou para dentro dentro da área, mas a bola foi desviada. Na sobra, Caqueret experimentou e madnou por cima.

Tentando responder, o PSG chegou com Mbappé pela esquerda na arrancada buscando Neymar no meio, mas o francês foi desarmado com falta. A cobrança saiu ruim e o Lyon tentou contragolpe que terminou em defesa tranquila de Donnarumma.

Lionel Messi armou o contra-ataque do PSG e arrancou pelo campo até encontrar Mbappé, que caiu na entrada da área. O árbitro não marcou falta e Neymar finalizou, mas a bola desviou para escanteio. Na cobrança, Messi tabelou com Neymar e abriu para Herrera, lançado nas costas da defesa. Denayer chegou antes e cortou.

O PSG foi tentando intensificar a pressão no restante do primeiro tempo. Aos 15”, Nuno acionou Mbappé que logo encontrou Neymar em condições de finalizar de primeira, mas o goleiro Anthony Lopes defendeu sem problemas.

Novamente tentando arrancar no contragolpe, o Lyon desceu em velocidade e Shaqiri recebeu na direita e finalizou com perigo na área, exigindo grande defesa de Donnarumma.

O Lyon conseguiu segurar a pressão e ainda conseguia chegar com perigo nas transações ofensivas. Aos 29′, Ekambi tentou chutar na entrada da área e conseguiu assustar o goleiro Donnarumma que defendeu em dois tempos.

Em uma das melhores chances no jogo, Neymar arrancou com liberdade pela esquerda e fez a infiltração na área, driblando dois marcadores e acionando Messi que tentou chutar cruzado, mas o argentino isolou.

Aos 34′, Neymar foi atingido por Lucas Paquetá e o árbitro assinalou falta. Na cobrança, Lionel Messi bateu colocado e acertou a trave.

Antes do intervalo, Bruno Guimarães tentou recuar para Anthony Lopes e acabou errando o passe, exigindo grande defesa do goleiro que defendeu com os pés.

 

Segundo tempo

A segunda etapa começou mais lenta, mas com o mesmo roteiro: o PSG controlando a posse diante de um Lyon organizado defensivamente e apostando nos contragolpes.

Logo no início, Mbappé recebeu na área e tocou para o lado buscando Messi, mas a zaga interceptou. No lance seguinte, Messi enfiou na medida para Neymar receber, só que a defesa agiu bem novamente.

Sem muito espaço para criar jogadas no terço final do campo, a primeira finalização do PSG foi em chute de fora da área. Neymar experimentou e mandou longe do gol.

Aos 8′, o Lyon conseguiu finalmente aproveitar oportunidade de contra-ataque e abriu o placar. Ekambi foi lançado na direita e percorreu o corredor até encontrar Lucas Paquetá entre os zagueiros no centro da área. O passe saiu na medida e Paquetá finalizou de primeira.

O PSG demorou para conseguir reagir, mas aos 17′, foi marcado pênalti depois que Gusto derrubou Neymar dentro da área. O brasileiro cobrou e empatou a partida aos 20′, tirando do goleiro Anthony Lopes.

Buscando ficar novamente à frente do placar, o Lyon levou perigo aos 25′ com duelo brasileiro. Bruno Guimarães tomou de Neymar e chegou com perigo na entrada da área. A bola passou muito perto.

Na reta final do jogo, Lionel Messi foi substituído para a entrada de Hakimi. O argentino segue sem marcar gols desde quando chegou ao PSG.

Sem a presença de Messi, coube a Neymar as principais definições de jogadas na reta final. Aos 43′, o brasileiro arrancou pela esquerda e jogou na área, mas a bola foi desviada. Na cobrança de escanteio, Mbappé tentou uma bicicleta, mas a zaga desviou.

Aos 45 do segundo tempo, uma cobrança curta de falta do PSG permitiu contragolpe quase fatal do Lyon. Cheikh chegou na entrada da área com liberdade e bateu colocado, mas a bola saiu por cima do gol em grande oportunidade desperdiçada.

O Lyon conseguiu segurar a pressão do PSG o jogo inteiro e jogou fora a chance da vitória. A equipe visitante acabou caindo no lema “quem não faz, leva”. Aos 47 do segundo tempo, o PSG virou o placar.

Mbappé recebeu na esquerda e partiu para cima de Gusto, levantando na pequena área onde Icardi surgiu com total liberdade. O atacante testou firme e venceu o goleiro Anthony Lopes.

 

FICHA TÉCNICA
PSG 2-1 LYON

Data: 19/09/2021, 15:45
Estádio: Parque dos Príncipes
Árbitro: Clement Turpin

Gols: 2T 9′ Lucas Paquetá (Lyon); 2T 21 Neymar (PSG); 2T 49′ Icardi (PSG)

Substituições – PSG: Hakimi (Messi); Icardi (Di Maria); Wijnaldum (Herrera)

Substituições – Lyon: Diomande (Boateng); Aouar (Ekambi); Cherki (Shaqiri); Keita (Paquetá)

PSG (4-2-3-1): Gianluigi Donnarumma; Thilo Kehrer, Marquinhos, Presnel Kimpembe, Nuno Mendes; Idrissa Gueye, Ander Herrera; Angel Di Maria, Lionel Messi, Neymar; Kylian Mbappe.

Lyon (4-2-3-1): Anthony Lopes; Malo Gusto, Jerome Boateng, Jason Denayer, Emerson; Maxence Caqueret, Bruno Guimaraes; Xherdan Shaqiri, Lucas Paqueta, Karl Toko Ekambi; Islam Slimani.

 

LEIA TAMBÉM