Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Rogério Ceni entra com processo contra o Cruzeiro; termos não são divulgados

Além de treinador, auxiliar também processa Raposa; ação corre em segredo de justiça e não há conhecimento sobre razões de ação

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: BELO HORIZONTE / BRASIL (01.09.2019) Cruzeiro x Vasco, décima sétima rodada do campeonato Brasileiro 2019, no Mineirão, em Belo Horizonte/MG. Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro IMPORTANTE: Imagem destinada a uso institucional e divulgação, seu uso comercial está vetado incondicionalmente por seu autor e o Cruzeiro Esporte Clube. IMPORTANT: image intended for institutional use and distribution. Commercial use is prohibited unconditionally by its author and Cruzeiro Esporte Clube.

O Cruzeiro continua sendo alvo de ações na Justiça. Desta vez quem processa o clube é Rogério Ceni, que entrou com processo na Justiça do Trabalho contra o time pelo qual teve curta passagem como treinador em 2019.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Além de Ceni, quem também processa a Raposa é Charles Hembert, auxiliar da comissão técnica do treinador. De acordo com o GE, os processos de ambos correm em segredo de justiça e, portanto. não há qualquer divulgação sobre os termos que embasam os pedidos do treinador e de seu auxiliar contra os mineiros.

O que se sabe segundo as informações divulgadas pela Justiça do Trabalho são as atas as quais serão realizadas as audiências de conciliação entre as partes. O encontro entre Cruzeiro e Rogério Ceni nos tribunais se dará na tarde do próximo dia 30, na 15ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte. Já a de Hembert, esta na 14ª Vara, será em outubro, no dia 14.

Foram apenas dois meses do treinador na Toca da Raposa, durante o Brasileirão de 2019. Apesar de um começo promissor na Raposa, Ceni não conseguiu desviar o time da rota que o levaria ao rebaixamento para a Série B de 2020. Além disto, se envolveu uma série de polêmicas com atletas mais experientes do elenco, principalmente o meia Thiago Neves, cuja ausência numa partida contra o Ceará causou revolta de colegas do jogador.

O treinador, no mercado desde que deixou o Flamengo neste ano, venceu apenas duas das oito partidas em que comandou a Raposa, com Hembert como seu auxiliar. Após sua saída, chegou a dizer que nunca havia recebido do clube no pouco tempo em que comandou o time naquela temporada.

LEIA TAMBÉM

Quanto Internacional e Fluminense ofereceram por Daniel Alves? Veja valores

Vampeta critica atuação do Palmeiras contra o Galo e lembra Luxemburgo

Rafinha é cobrado por saída do Flamengo e justifica: “Coisas do trabalho”

Qual era o salário de Ronaldo Fenômeno no Corinthians?

Náutico demite técnico e Brasileirão Série B chega a 17 mudanças entre treinadores

Vai “cruzeirar”? Andrés Sanchez compara situações de Corinthians e clube mineiro e dispara: “O Cruzeiro foi roubo!”

Mais uma! Cruzeiro tem contratação de Orejuela investigada pela Polícia

Meia aciona Cruzeiro na justiça e cobra R$ 1 milhão

As melhores notícias de esportes, direto para você