Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Hulk marca, Atlético-MG vence Ceará e dispara na liderança do Brasileirão

Atlético-MG conseguiu uma grande vitória no Mineirão com vitória sobre o Ceará; Hulk foi decisivo e Diego Costa também marcou; Ceará diminuiu no final

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Atlético-MG

Atlético-MG Atlético Mineiro 3-1 Ceará SC Ceará
Brasileirão 2021 - 25ª Rodada

Em jogo tranquilo no Mineirão neste sábado (9), o Atlético-MG venceu o Ceará por 3 a 1 e disparou na liderança do Brasileirão.

O Galo foi dominante do início ao fim e impôs o jogo diante do Ceará que acabou sofrendo gol justamente no contra-ataque, estratégia definida para tentar incomodar o líder do campeonato. Hulk foi decisivo e abriu o placar quando teve oportunidade.

Antes do intervalo, o VAR ajudou na marcação de um pênalti e Hulk novamente não desperdiçou, assumindo a liderança na artilharia do Brasileirão. O Ceará pouco ameaçou no segundo tempo e o Galo confirmou uma vitória importante para a sequência do campeonato.

Encerrando a vitória, Diego Costa foi às redes após grande jogada e assistência espetacular de Nacho Fernández, que entrou no segundo tempo. O Ceará ainda descontou com Gabriel Lacerda nos acréscimos.

Com a vitória, o Atlético-MG chegou a 53 pontos da liderança do Brasileirão. Flamengo (39), Palmeiras (39) e Fortaleza (39) completam os quadro primeiros.

Primeiro tempo

Desde o início, o Atlético-MG ficou responsável pelas criações de jogadas enquanto o Ceará marcava em bloco baixo buscando se proteger fora de casa.

A estratégia do Vozão foi efetiva na parte inicial pois o Ceará não sofreu finalizações nos primeiros dez minutos. O Atlético-MG apostou no 4-3-3 com Zaracho avançado no meio e Borrero pela direita.

Quem estava se destacando no início era Keno que acumulou três chances individuais no início do primeiro tempo, mas sem levar perigo ao adversário.

Aos 16′, um lance polêmico. Em lance que parecia controlado, o goleiro Richard demorou para afastar o perigo e se chocou com Zaracho. O árbitro Jefferson Ferreira resolveu dar pênalti, mas o VAR recomendou a revisão e o lance foi anulado.

Restava para o Galo continuar indo para cima buscando pressionar o Ceará. Em cobrança de escanteio, Dodô buscou a área pela esquerda e Messias afastou  aos 22′. Na sequência, Borrero tentou de fora da área, mas foi bloqueado.

Buscando principalmente o lado esquerdo, Keno novamente surgiu bem aos 27′ em outra grande jogada individual, mas acabou sendo travado por Messias no momento da conclusão.

Após 30 minutos de jogo, o Ceará finalmente com perigo em lance que era o mais perigoso do jogo. Viña encontrou espaço após driblar Nathan Silva e experimentou de longe, exigindo grande defesa de Éverson.

Para a sorte do torcedor, o Galo abriu o placar logo em seguida e justamente em lance de contragolpe. Jair tomou a bola perto do meio-campo e achou Hulk com espaço para percorrer o campo e finalizar com categoria, aos 31′.

O lance também mexeu com a área técnica pois Tiago Nunes foi expulso direto por reclamar de possível falta na origem da jogada. O técnico do Ceará gritou contra a arbitragem.

Antes do intervalo, o Ceará tentou responder com Lima fazendo jogada individual ela direita, onde cruzou para Cléber cabecear e mandar para fora, passando perto.

No entanto, a situação do Vozão ficaria ainda mais complicada. Aos 51′, Hulk recebeu de Guga e ajeitou para Zaracho driblar os marcadores e acionar Jair de letra. Guga recebeu no pivô e chutou para fora, mas o VAR chamou o árbitro para revisar a jogada e Jefferson Ferreira marcou pênalti. Hulk cobrou e ampliou a vantagem.

 

Segundo tempo

A intensidade no Galo na volta do intervalo baixou, mas o Ceará não conseguiu aproveitar o momento para equilibrar as ações no jogo, mesmo com as entradas de Gabriel Lacerda e Rick nos lugares de Airton e Geovane.

Keno novamente estava bem e tentou algumas chances de fora, mas Jair também começou a finalizar para testar o goleiro adversário.

Aos 12′, o Galo quase matou o jogo de vez depois que Dylan Borrero resolveu finalizar por cobertura e por muito pouco não marcou um gol espetacular no Mineirão.

O Ceará até tentou manter novamente a posse de bola, mas o Galo encaixou a marcação em linhas altas e dificultou o trabalho do Vozão. Aos 15′, o Ceará conseguiu atacar novamente com Viña finalizando, mas Éverson fez outra grande defesa.

Cuca mudou o esquema para a reta final do jogo com as entradas de Diego Costa e Nacho Fernández nos lugares de Borrero e Keno, deixando Hulk mais recuado.

Antes de ser substituído, o artilheiro do Brasileirão tentou jogada individual pela esquerda, mas foi travado no momento do chute. Ao deixar o campo, Hulk foi ovacionado pelo torcedor do Galo no Mineirão.

O Atlético-MG ainda conseguiu ampliar o placar no final do jogo com jogada espetacular de Nacho Fernández, que terminou nos pés de Diego Costa aos 41′ do segundo tempo.

Nos acréscimos, o Ceará conseguiu descontar com o zagueiro Gabriel Lacerda, que surgiu livre para cabecear e marcar o gol após conseguir pressionar nos últimos minutos.

 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3-1 CEARÁ

Data: 09/10/2021, 16:30
Estádio: Mineirão
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes

Gols: 1T 32′ Hulk (Atlético-MG); 1T 55′ Hulk (Atlético-MG); 2T 41′ Diego Costa (Atlético-MG); 2T 48′ Gabriel Lacerda (Ceará)

Substituições – Atlético: Diego Costa (Borrero); Nacho Fernández (Keno); Eduardo Sasha (Hulk); Tchê Tchê (Jair)

Substituições – Ceará: Gabriel Lacerda (Geovane); Rick (Sousa); Pedro Naressi (Lima); Stiven Mendoza (Cléber)

Atlético-MG (4-2-3-1): Éverson; Guga, Nathan Silva, Réver, Dodô; Allan, Jair; Dylan Borrero, Zaracho, Keno; Hulk. Técnico: Cuca

Ceará (4-2-3-1): Richard; Igor, Messias, Luiz Otávio, Bruno Pacheco; Geovane, Fernando Sobral; Airton, Vina, Lima; Cléber. Técnico: Tiago Nunes

 

LEIA TAMBÉM

Corinthians: CBF divulga datas e horários dos próximos jogos na Série A

Ex-Corinthians abre o jogo, se arrepende de acerto com o clube e revela que deveria ter ido para outro time da Série A

Gabriel Martinelli pode jogar no Corinthians? Jogador está insatisfeito no Arsenal e busca novo clube

Paulinho toma duas decisões importantes sobre seu futuro e anima o Corinthians

Clube abre as portas para chegada de Felipe Melo; volante tem situação indefinida no Palmeiras

Neto aponta destaque do Brasileirão que merecia estar na disputa da Bola de Ouro

Árbitro agredido em jogo relata medo de morte em desabafo e dispara contra jogador: ‘Um ato covarde’