Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Morte de Emiliano Sala: organizador de voo se diz culpado por queda de avião

Acidente aéreo no Canal da Mancha envolvendo jogador que havia acabado de acertar contrato com o Cardiff teve seu julgamento iniciado nesta semana

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Instagram @emilianosala9

O organizador do voo que matou o jogador Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson, em 2019, se declarou culpado em julgamento que se desenrola nesta semana, no País de Gales. Apesar da mudança de tom em seu depoimento, David Henderson diz que é inocente das acusações de negligência.

Após suposta traição, Icardi posta foto ‘juntinho’ de Wanda e fãs especulam volta

O britânico já havia comparecido a uma corte para tratar do caso em outubro do ano passado, quando não negou culpa em todas as acusações e foi liberado sob pagamento de fiança. Com a novidade no caso, Henderson enfrentará julgamento que deve ter duração de dez dias. O inquérito do júri está marcado para fevereiro de 2022.

Relembre o caso

O avião com Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson caiu no Canal da Mancha depois de uma manobra arriscada para evitar o mau tempo em 21 de janeiro de 2019. Em alta velocidade, o avião modelo Piper PA-46 Malibu acabou se danificando pela intervenção e teria intoxicado os passageiros com monóxido de carbono.

Duas semanas depois do desaparecimento da aeronave, investigadores britânicos encontraram os restos mortais do jogador a 67 metros de profundidade do Oceano Atlântico. O condutor do avião nunca foi encontrado.

Veja mais:

Incrível! Arquibancada cede com comemoração após vitória do Vitesse; assista

VÍDEO: Torcedores armados com facão deixam quatro feridos em briga na Colômbia

COI se posiciona contrário à realização da Copa do Mundo a cada dois anos