Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Padre ‘radical’ pretende saltar de parapente do Cristo Redentor em 2022

Figura religiosa do Rio de Janeiro divide tempo entre as obrigações como sacerdote e a prática nos ares que se tornou seu passatempo preferido

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Instagram @Prefeitura_Rio

Mais de 13 anos depois da tentativa trágica de Adelir Antônio de Carli de voar apenas com balões de gás hélio, um outro representante da Igreja Católica anunciou que pretende realizar uma nova empreitada radical: saltar do Cristo Redentor se utilizando de um parapente.

Perfil brasileiro da Conmebol se confunde e diz que Argentina é o time com “mais mortes” por jogo

O desejo de João Damasceno, 55, foi contado no site O Globo e tomou conhecimento do público no aniversário da estátua, que completa 90 anos nesta terça-feira (12). Ele foi coroinha na infância e encontrou nos esportes radicais uma nova paixão que vai além dos encontros religiosos.

Ele é um dos padres auxiliares do Cristo Redentor, que tem como seu titular o sacerdote Omar Raposo. Em sua jornada como praticante das atividades um tanto quanto arriscadas, o clérigo já cruzou Ipanema e Leblon a nado e realizou incontáveis saltos de parapente em Santa Cruz, bairro da zona oeste do município do Rio de Janeiro.

Burocracia pode “melar” o evento

Para conseguir realizar o pulo no ano que vem, João Damasceno terá que superar um adversário que bate mais forte que o vento do Corcovado: a burocracia. Neste cenário, o padre terá que pedir autorização para o ICMBio (Instituto Chico Mendes), responsável pela administração do parque localizado no entorno do cartão postal.

Mas apesar dos pesares, a expectativa é positiva, e os detalhes já começaram a ser pensados: “Concluímos que o local ideal para saltar é em frente ao Cristo (na base da escada do Mirante). E é preciso prestar atenção ao vento leste, que normalmente bate aqui a uns 15 quilômetros por hora”.

Veja mais:

PSG: Neymar ‘apagado’ destoa de Messi artilheiro e Mbappé campeão no fim de semana

‘Convicções negacionistas’: Bolsonaro vetado de Santos x Grêmio vira assunto na imprensa internacional

Bilionário ex-dono do Newcastle celebra venda do clube com bebedeira e gorjeta ‘mixuruca’