Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Renato repete discursos do passado e não cumpre no Flamengo promessa feita ainda no Grêmio

A eliminação do Flamengo gerou  uma série de críticas ao trabalho de Renato Gaúcho, que tentou se defender ao máximo na entrevista

Matheus D'Avila
Colaborador do Torcedores

Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

A eliminação do Flamengo para o Athlético na Copa do Brasil trouxe a tona discursos bastante conhecidos do técnico Renato Gaúcho. Abalado pela goleada sofrida no Maracanã, o comandante rubro-negro lançou mão de frases conhecidas na sua carreira para tentar acalmar os flamenguistas ou justificar os resultados. Muitas delas também foram em várias ocasiões faladas em Porto Alegre, quando ainda treinava o Grêmio.

Apenas um vence

Uma das estratégias mais utilizadas por Renato é contar o número de torneios que ele e sua equipe se envolve. No Grêmio fez muito isso durante os anos. Em 2021, com o momento de instabilidade dos gaúchos, lembrou aos jornalistas que apenas um time vence no final.

“Não é fácil estar em três competições, mas estamos vivos em duas e estamos em uma final. Na Libertadores, na Copa do Brasil, no Brasileirão, só uma equipe sairá campeã”.

Na noite da última quarta-feira, usou a mesma ideia para tentar acalmar as críticas.

“Quando eu fui contratado pelo Flamengo nós estávamos em três competições. Hoje fomos eliminados na Copa do Brasil. Temos algumas possibilidades e estamos na final da Libertadores.”

Crítica ao estilo do adversário

Em momentos de fracasso, o comandante flamenguista costuma exaltar o seu estilo. De acordo com Renato, desde que treinava o Grêmio, os adversários tendem a se retrancar e “jogar como pequenos” quando lhe enfrentam.

“O Grêmio sempre enfrenta equipes que jogam praticamente por uma boa, muito fechadas. É muito mais fácil destruir do que construir. (…) Jogar como pequeno, meu time não vai jogar nunca”, declarou em 2020.

Após a eliminação para o Athlético, ele lembrou a forma como o Furacão se comportou.

“O Athletico foi três, quatro vezes e conseguiu fazer três gols. Se você for ver, o Flamengo criou mais de 20. Um time desorganizado não consegue criar tanto assim.”

A promessa de Renato

Após o fracasso para o próprio Flamengo em 2019 na Libertadores da América, Renato afirmou que fazer futebol com dinheiro era mais fácil. E lançou uma promessa na oportunidade.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

”Cobrem futebol bonito de Flamengo e Atlético-MG, se me derem R$ 200 milhões aí pode me cobrar’.

LEIA TAMBÉM:

Neto alfineta a Globo: “Quer dar pênalti toda hora para o Flamengo”

Afastado da CBF por escândalos, Caboclo chora em entrevista: “Sou homem de família”

Neto nomeia estrela do Flamengo como “pé de rato” contra o Athletico

Copa do Brasil, Libertadores e Sul-Americana: veja onde assistir as finais