Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

São Paulo: Crespo teve aproveitamento inferior ao do antecessor Fernando Diniz

Mesmo com título do Campeonato Paulista que encerrou jejum de títulos, treinador argentino teve campanha pífia no Brasileirão e flertou com rebaixamento

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Facebook São PauloFC

A notícia da demissão do treinador Hernán Crespo, do São Paulo, dividiu a torcida, que ainda não chegou a um consenso se a medida tomada pela diretoria é positiva ou negativa. Em termos estatísticos, entretanto, a passagem do argentino pelo clube teve números piores que a do antecessor Fernando Diniz.

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!

Padre ‘radical’ pretende saltar de parapente do Cristo Redentor em 2022

O Tricolor de Crespo teve apenas uma vitória nos últimos dez jogos no Brasileirão e flerta atualmente com a zona de rebaixamento com três pontos de distância para o Bahia, primeiro do Z-4. Nesta edição do campeonato por pontos corridos, o técnico registrou um aproveitamento de 40% (6V, 12E e 7D) em 25 rodadas.

Já em números mais abrangentes, Crespo esteve à frente do São Paulo em 57 jogos desde que chegou em fevereiro deste ano. Com 24 vitórias, 21 empates, 12 derrotas e aproveitamento de 54.1%, até mesmo o criticado antecessor Fernando Diniz foi melhor — ele conquistou 54,7% (75J, 34V, 21E e 20D) dos pontos que tentou.

A demissão do treinador acontece na véspera da partida contra o Ceará, que fecha a 26ª rodada do Brasileirão, nesta quinta-feira (13). As duas equipes empataram em 1×1 no encontro de Fortaleza no primeiro turno.

Veja mais:

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

Clube da Série A no Brasileirão corre risco de punição; entenda

Hulk divide liderança com dupla na artilharia atualizada do Brasileirão 2021; confira

Perfil brasileiro da Conmebol se confunde e diz que Argentina é o time com “mais mortes” por jogo

Bilionário ex-dono do Newcastle celebra venda do clube com bebedeira e gorjeta ‘mixuruca’