Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

STJD absolve Remo e adverte treinador de goleiros por ofensas ao árbitro

Órgão judiciário decidiu dois casos que ocorreram na partida entre Clube do Remo e CRB, válida pela Série B

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Divulgação/Remo

A Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu, nesta quinta-feira (14), o Clube do Remo de uma acusação de desordem na praça de desporto. A decisão é unânime. Entretanto, de primeiro grau e passível de recurso.

O caso é referente ao jogo entre Remo e CRB, disputado no dia 21 de agosto, no estádio Banpará Baenão.

De acordo com a súmula do jogo da Série B, o árbitro Thiago Luís Scarascati relatou que 20 pessoas identificadas com a camisa do clube estavam nas arquibancadas do palco esportivo e protestaram com gritos e gestos.

A ocorrência fez o Mais Querido acabar denunciado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por não prevenir e reprimir desordens no próprio estádio. O jurídico azulino juntou provas de onde estavam os manifestantes.

Após ver as imagens, o procurador da sessão, João Guilherme Guimarães, avaliou que o clube não poderia ser punido, uma vez que os manifestantes não estavam dentro do Baenão.

Treinador de goleiros é advertido

O órgão judiciário também decidiu, por unanimidade, advertir o treinador de goleiros José Carlos Gonçalves, o Juninho, por reclamar da arbitragem.

O profissional remista foi enquadrado no Artigo 258 do CBJD. O dispositivo legal fala das condutas éticas e disciplinares dentro do esporte.

Responsável por defender Clube do Remo e Juninho, a advogada Patrícia Saleão argumentou: “Essas pessoas não estavam dentro da praça de desporto, então o Remo não teria como tomar qualquer atitude para impedir a manifestação daqueles torcedores”, iniciou.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“Com relação ao preparador de goleiros, ele é primário, não deveria se manifestar, mas o que foi dito não caracteriza ofensa ou desrespeito no contexto do futebol”, completou Saleão.

Leia também:

Técnico do Remo aceita pagar multa de R$ 20 mil após dizer que foi roubado pela arbitragem

Após prejuízos, Remo pede mais torcida no estádio e venda de bebidas

Times de Vila Nova e Remo discutem e jogo da Série B quase tem treta geral

Copa Verde tem oitavas de final definidas; veja os jogos e calendário

Copa Verde: CBF anuncia premiação de R$ 1,5 milhão aos clubes