Home Futebol Presidente vê SAF como ‘primordial para existência’ do Cruzeiro

Presidente vê SAF como ‘primordial para existência’ do Cruzeiro

Nesta sexta-feira (17), será votada alteração de composição acionária da empresa que irá administrar o futebol da Raposa

Victor Martins
De Santo André-SP, formado em Jornalismo pela Unversidade Metodista de São Paulo (classe de 2010-13), trabalhando no Torcedores desde janeiro de 2016 (ou algo neste sentido). Iniciado na profissão desde meados de 2006, ao fazer a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha para o site Abolanet. cobrindo jogos e os destaques de algumas seleções durante o evento, e posteriormente trabalhando neste até cerca de 2007. Entre os anos de 2008 e 2015, trabalhei para uma agência de notícias que produziu conteúdo para diversas páginas. Destas, principalmente a da Federação Paulista de Futebol, fazendo serviços de placar ao vivo das mais diversas competições (nacionais e internacionais) e serviços de pós-jogo focados nos clubes de São Paulo Desde 2016 venho trabalhando no Torcedores, onde venho desempenhando uma série de funções dentro do site, como setorista de clubes do futebol brasileiro e de outros esportes (MMA), além de trabalhar em várias partes do organograma da página. Atualmente, exerço trabalho na cobertura de futebol nacional e internacional, com a criação de matérias sobre clubes e jogadores, além de produção de guias de TV (onde assistir aos jogos) das partidas dos mais variados torneios no Brasil e no mundo
Sérgio Santos Rodrigues Cruzeiro

Gustavo Aleixo/Cruzeiro

PUBLICIDADE

O sonho do Cruzeiro de ser tornar clube-empresa está mais perto de se tornar realidade. Nesta sexta-feira, os sócios do clube votarão para mudar o controle acionário da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) que o clube criará para administrar o departamento.

A esperança depositada na chegada da SAF é muito forte por parte da diretoria. Para o presidente Sérgio Santos Rodrigues, a existência da Raposa depende fortemente de que a mudança do controle acionário seja alterada para permitir que mais de 50% das ações possam ser negociadas com investidores.

“A SAF e a aprovação da matéria são primordiais para a existência do Cruzeiro” disse Rodrigues à Globo, também falando sobre a expectativa do torcedor e os detalhes para a busca pelos investidores.

PUBLICIDADE

[DUGOUT dugout_id=”eyJrZXkiOiJkWmtteUNLMyIsInAiOiJ0b3JjZWRvcmVzIiwicGwiOiIifQ==”]<

“A gente está aí, tem muita confidencialidade. Temos que continuar trabalhando e mostrando ao mercado que somos um ótimo produto. Nossa torcida já mostrou isso, no último jogo, com o time já não buscando mais nada, a torcida mostrou o seu papel. A nossa torcida já mostrou isso, ela está encantando os investidores”, completou o presidente da Raposa.

A votação para mudar o estatuto da SAF cruzeirense tem a ver com dificuldades para conseguir pessoas interessadas em investir no futebol da Raposa não tendo a maioria das ações. Se a alteração acontecer, Sérgio Rodrigues acredita que haverá caminho mais fácil para o clube conseguir os fundos necessários para gerir o futebol.

“O que a gente sentiu nas conversas foi o desinteresse das pessoas em colocar dinheiro e não ter o controle. Algumas argumentavam que iriam assinar, mas se tiver nova eleição e chegar alguém e fizer o que fizeram com o Cruzeiro, cancela tudo. Não vão fazer investimento para ter menos. A gente então optou por vender mais de 49%, podendo chegar até 90%, mas isso não quer dizer que vamos vender esse 90%. Vai depender do mercado”, afirmou.

PUBLICIDADE

LEIA TAMBÉM

Seleções sul-americanas vão jogar Liga das Nações contra europeus

Em vídeo, Cristiano Ronaldo revela sexo de gêmeos; assista

Mercado da bola: 5 contratações surpreendentes que podem acontecer

PUBLICIDADE

Libertadores 2021: Veja todos os potes do sorteio da fase de grupos

Cruzeiro fecha o ano de 2021 com o terceiro maior público do futebol brasileiro

Mercado da bola: Cruzeiro dispensa meia-atacante, que deve reforçar rival na Série B

Parceiro do Cruzeiro ameaça romper com clube se mudança na SAF não for aprovada

PUBLICIDADE

Mercado da bola: Grêmio quer zagueiro e Manoel, do Fluminense, vira opção