Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Luto: Batoré também foi jogador, passou por grande clube paulista e saiu por “falta de dinheiro”

Batoré também defendeu clubes como Saad, Santo André, Ituano e Paulista de Jundiaí

Dayvidson Soares
Apaixonado por futebol e boas histórias.

Crédito: Divulgação

O Brasil está de luto com a morte do humorista e ator Ivanildo Gomes Nogueira, o Batoré, nesta segunda-feira (10). Antes de ser um sucesso nacional, o comediante foi jogador de futebol e atuou nas categorias de base do São Paulo.

“Só tinha cara troncudo no teste. Eu vi na prancheta do treinador, o Seu Celso, que não tinha nenhum lateral esquerdo. Decidi falar que era lateral, por isso que passei. Não concorri com ninguém e fiquei em segundo lugar”, brincou Batoré, em entrevista ao site Uol Esportes, em 2014.

Jogando na base do São Paulo, Batoré tinha como características o jogo ofensivo e driblava bastante. Durante a entrevista, o humorista também contou o motivo da saída do Tricolor Paulista.

“Fiquei só quatro meses, eu não tinha condições financeiras de ir treinar, porque os treinos eram lá no Morumbi na época”, relatou.

Batoré chegou a se tornar um jogador de futebol profissional e quase defendeu a Ponte Preta, na década de 80, após se destacar como lateral do Ituano.

“O meu reserva me deu um carrinho por trás, maldoso, e me trincou os dois tornozelos. E eu sempre saía faltando uns 15 minutos nos jogos para ele ganhar o bicho também. Fiquei três meses engessado da cintura para baixo. Estava quase para acertar com a Ponte Preta na época”, revelou Batoré.

O humorista Batoré também defendeu clubes como Saad, Santo André e Paulista de Jundiaí.

Luto

Batoré morreu aos 61 anos, em São Paulo. O humorista, ator e ex-jogador estava com câncer.

LEIA TAMBÉM: