Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Dedé é apresentado na Ponte Preta e desabafa: “Bastante dificuldade”

Dedé abriu o jogo na apresentação pela Ponte Preta e falou sobre a sensação de retornar ao futebol profissional depois de dois anos afastado

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Diego Almeida/ PontePress

Depois de dois anos sem nenhum contrato com clubes de futebol, Dedé foi apresentado nesta terça-feira (11) à Ponte Preta e encerrou oficialmente o período de inatividade.

Na entrevista coletiva, o veterano zagueiro de 33 anos desabafou em relação aos momentos em que esteve fora dos gramados devido às lesões e comentou também sobre a saída do Cruzeiro.

Dedé teve diversos problemas físicos e sofreu bastante com dores no joelho direito. Por isso, sua última partida como jogador profissional havia sido em outubro de 2019, no Cruzeiro. Após quatro cirurgias, está de volta à ação.

O zagueiro se diz pronto para entrar em campo na estreia do Campeonato Paulista diante do Palmeiras fora de casa no duelo mais aguardado da primeira rodada, mas a decisão final será da comissão técnica após avaliação inicial nos treinos.

Veja o que disse Dedé na entrevista coletiva

“Os treinamentos estão sendo positivos. Estou conhecendo os companheiros, principalmente de posição. Sou falador, falo bastante em campo e fora também. Isso ajuda muito em relação ao entrosamento, na comunicação rápida. Tomara que dê certo entre todos. Estou aqui para ajudar, independentemente de estar jogando ou não. São grandes zagueiros aqui no elenco.”

“Estou focado em fazer meu papel na Ponte e ajudar de todas as formas. Vim sabendo do desafio, principalmente a forma que fui convidado para vestir essa camisa. Foi uma forma de muita confiança, de olho no olho. Eu nem pensei em enxergar contrato.”

“Foi muito difícil, muito tempo sem jogar uma partida oficial, mas fiz alguns amistosos e me senti muito bem. Tomara que eu consiga essa longevidade no futebol, porque eu lutei bastante nesse período de lesão para me condicionar e estar aqui vestindo essa camisa. Ainda tem muita coisa para rolar.”

LEIA TAMBÉM:

Richarlyson: “Quando tem respeito, sua sexualidade não entra em pauta”

De férias nos EUA, Milton Neves assiste jogo e compara times da NBA com clubes brasileiros: “esforçados e só”

Mercado da bola: Time paulista surpreende e encaminha contratação de Rafael Marques, ex-Palmeiras

Borussia Dortmund oferece salário astronômico a Haaland para manter atacante no clube

Segundo reforço oficial do Grêmio, Orejuela se diz feliz e motivado pelo retorno: “Camisa de tanta história”

Empresário se manifesta quanto ao interesse do Internacional em Liziero, do São Paulo

Richarlyson, Thiago e mais: confira 7 filhos de jogadores que também se tornaram profissionais

Acusado de receber ‘mala preta’, ex-goleiro dispara contra Richarlyson: “Vai pagar até o final da alma”