Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Sylvinho lamenta empate, mas afirma que “desempenho do Corinthians foi melhor que esperado”

Corinthians ficou no empate sem gols contra a Ferroviária na estreia do clube no Paulistão

Flavio Souza
Formado em Gestão de Ti e cursando Jornalismo.Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral, ingressando em dezembro de 2018 no site Torcedores.com, onde atualmente exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Meu foco é trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Divulgação / Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Na última terça-feira (25), o Corinthians fez sua primeira partida oficial do ano. Jogando em casa, o Timão criou diversas oportunidades de gol, mas não conseguiu balançar as redes em confronto que terminou empatado em 0 x 0.

Apesar do tropeço em casa, Sylvinho fez questão de elogiar a atuação neste começo de temporada.

“A pré-temporada é curta, mas para todos. Todos reclamam do calendário. Temos satisfação em partes pelo desempenho, foi melhor do que imaginávamos e tivemos isso em números. O aspecto físico nos surpreendeu positivamente.  Não gostamos do resultado, mas não foi pela questão física”, afirmou o treinador do Corinthians.

Outro ponto abordado por Sylvinho foi sobre a formação do segundo tempo, quando o técnico colocou  Paulinho, mantendo Renato Augusto e Giuliano e Paulinho.

Questionado sobre a possibilidade de utilizar essa escalação, Sylvinho não descartou essa formação, mas por enquanto, acredita que seja apenas em um segundo tempo das partidas.

“Gostei do meio de campo, fizemos com uma certa intenção pensando em ter um time mais técnico. Pensando a curto prazo, não posso te responder com segurança. Mas possivelmente durante os jogos, é possível repetir. Mas as coisas vão ocorrer de forma natural.

Os adversários vão diminuindo nossa possibilidade de construção. O desafio é fazer o time ter uma mobilidade melhor, qualidade de passe, fazer mais gols, finalizações, cruzamentos. Mas do outro tem um adversário que vai impedir isso. Parte da primeira saída e escolhemos o Du Queiroz foi para melhorar a saída. Durante o jogo entendemos que o Renato poderia fazer isso e otimizou a entrada do Paulinho.”, completou.

Confira outros trechos da coletiva de Sylvinho após o empate no Paulistão

Atuação de Paulinho em seu retorno ao Timão

“Paulinho é um atleta que tem 34 gols, já comentei em entrevista anterior. É um jogador de meio de campo, com chegada de segunda linha ótima. Os números dizem. Mas ele vem de um período de inatividade grande, não só de jogos como de treinamentos. É um jogador que se cuida, vamos otimizar os minutos, o tempo em campo, assim como os demais.

Não gosto de cravar nenhum jogador como titular. Todos estão cavando seu espaço e todos vão jogar. Paulinho vai bater recordes aqui, vai subir muito seu número de gols. Temos que tomar cuidado com essa volta de Paulinho. Pouco a pouco ele vai adquirir sua forma. Vamos ter que esperar as condições na véspera para saber se ele poderá iniciar a partida contra o Santo André. O importante é o atleta estar saudável e performar em campo. Temos que ter o melhor Paulinho para nosso time”, declarou Sylvinho.

Atuação do Corinthians contra a Ferroviária

“Fizemos tudo aquilo que tínhamos condição de fazer, mas não conseguimos o resultado. Tudo que tínhamos ao alcance procuramos fazer. Dentro do que tínhamos previsto, até mesmo de improvisações e substituições. O Róger começando por fora, terminando por dentro. Willian na direita vai para esquerda. Gustavo forte pela direita, GP na direita, termina na esquerda, Renato de primeiro volante, são características que os atletas nos proporcionam. Tivemos a subida dos laterais, tanto Fagner como Piton.

Merecíamos ganhar. Tivemos um rendimento melhor que esperávamos. Nenhum atleta conseguiu fazer 90 minutos nos treinamentos. Hoje todos os jogadores estavam bem cansados no fim do jogo, mas se comportaram bem. Não tivemos um bom resultado, o Saulo fez um grande jogo.

Meta para o Paulistão

“Nossa pretensão é seguir crescendo no campeonato. Nosso desejo é continuar melhorando. O Campeonato Paulista é difícil, mas muito bonito. Já tive três vezes a experiência de ganhar e eles estão com muito desejo. É um clube que projeta demais e sabemos das nossas responsabilidades.”

Timão sem centroavante

“É uma alternativa. O jogo vai mostrar isso, em momento oportuno. O importante é ocupar a posição. Pode haver alternância. Não está o Mantuan, está o Róger, o Paulinho, o Renato ou o GP. São atletas que são atacantes e podem fazer gol e nos dar resultados em um futuro próximo.

Temos muitos atacantes, mas ficou claro que só temos um de referência, que é o Jô. Vamos buscar alternativas como buscamos hoje, mas dentro da característica do atleta. Quando não temos o Jô, vamos buscar alternativas. Às vezes perde na área, mas ganha em mobilidade. Mas sempre respeitando os atletas.”

Testes no elenco do Corinthians

“Nosso julgamento não é de 45 ou 90 minutos. Temos que verificar em período mínimo de dois três jogos para cada atleta fazendo função e as variações táticas vão surgindo.”

Du Queiroz como primeiro volante do Timão

“Tivemos 12 dias de pré-temporada na iminência de perder o Cantillo. Faz parte, é uma Data Fifa, ficamos felizes por ele estar servindo a seleção colombiana. E se está lá, é porque viram que ele está produzindo aqui.

O Du é um jogador jovem, tem uma boa saída de bola. Entendemos que em alguns momentos não podemos abdicar de um jogador mais vigoroso, em outros sim.”

Atuações de Piton e Mantuan

“São dois atletas jovens. Quando chegamos o Mantuan estava em transição de treinamentos de lesão e chamou atenção por ser um jogador de muita qualidade técnica, física, mobilidade e definição. Entendíamos que o começo deste ano seria importante para ele. Confiamos no atleta.

O Piton parecido, mas sem vir de lesão. Jogador com capacidade técnica, melhorando na função e vai continuar tendo oportunidades para mostrar seu potencial. Mantuan não é de referência. É um atacante de mobilidade. Os demais não são. Guedes tem um bom chute de finalização, sabe fazer gol, mas não é referência.

São dois jovens e contamos com eles.”

LEIA TAMBÉM:

Palmeiras provoca rivais após título da Copinha: #TemCopinhaTemMundial!
Copinha 2022: Endrick ganha prêmios de gol mais bonito e melhor jogador
Neymar joga contra o Real Madrid? Pochettino deixa questão em aberto
Confira: Tabela de jogos do Campeonato Carioca 2022
Mercado da Bola: Corinthians anuncia retorno da lateral Paulinha
Corinthians pressiona muito, mas apenas empata com Ferroviária
Corinthians é multado e Fagner é condenado pelo STJD