Torcedores – Notícias Esportivas

Tottenham detona Premier League após jogo adiado contra o Arsenal

Tottenham não concordou com o adiamento do clássico diante do Arsenal e alegou que a Premier League abriu o caminho para vários jogos serem adiados

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Getty Images

O Tottenham soltou uma nota oficial na tarde deste sábado (15) criticando duramente a Premier League após a liga adiar o clássico diante do Arsenal.

Previsto para ocorrer na tarde de domingo (16), o dérbi londrino acabou sendo adiado depois que o Arsenal solicitou adiamento da partida por entender que não possuía 13 jogadores ativos disponíveis para o duelo.

Os desfalques do Arsenal são uma combinação de jogadores infectados com o coronavírus, desfalques por lesão e jogadores indisponíveis por estarem disputando a Copa Africana de Nações.

No entanto, o Tottenham não concordou com o adiamento e disse que está “extremamente surpreso” com a decisão tomada pela Premier League, afirmando que diversas consequências podem ocorrer após a abertura do precedente.

Além disso, os Spurs lembraram que foram eliminados da UEFA Conference League justamente por não ter jogadores disponíveis para atuar em um jogo que não foi remarcado diante do Rennes.

Veja a nota oficial do Tottenham

“Lamentamos anunciar que o clássico do norte de Londres de domingo contra o Arsenal foi adiado. Isso segue uma solicitação do Arsenal à Premier League com base em uma combinação de COVID, lesões recentes e jogadores em serviço internacional na Copa das Nações Africanas.

Estamos extremamente surpresos que este pedido tenha sido aprovado.

Nós mesmos fomos desqualificados da Liga da Conferência Europeia depois que um número significativo de casos de COVID significava que precisávamos reagendar um jogo e nosso pedido para mudar nosso jogo de Leicester não foi aprovado – apenas para ser posteriormente adiado quando o Leicester se candidatou.

A intenção original da orientação – aqui – era lidar com a disponibilidade de jogadores diretamente afetada por casos de COVID, resultando em elencos esgotados que, quando somados a lesões, resultariam na impossibilidade do clube de colocar um time em campo.

Não acreditamos que tenha sido a intenção de lidar com a disponibilidade de jogadores não relacionada ao COVID. Podemos agora estar vendo as consequências não intencionais dessa regra. É importante ter clareza e consistência na aplicação da regra.

Mais uma vez, os fãs viram seus planos interrompidos em um prazo inaceitavelmente curto. Lamentamos sinceramente por nossos fãs – alguns dos quais viajaram grandes distâncias.”

LEIA TAMBÉM: 

Após contrair Covid-19, Galvão se diz recuperado e manda recado: “Tomem vacina”

Copinha: veja a lista de classificados e confrontos das oitavas de final

Leila Pereira promove mais saídas no Palmeiras e bastidores ficam agitados

Galvão Bueno não pensa em se aposentar e mira Olimpíadas de 2024: “Paris é logo ali”

Atlético-MG se complica na Justiça e tem bloqueio de vendas de três jogadores; entenda

Bayern de Munique: Alphonso Davies é afastado por possíveis sequelas cardíacas do Covid-19

‘Esse cara é sub-20?’: Jogador responde Casimiro após ter idade questionada na Copinha

Endrick, Oscar, Haaland e mais: novas do mercado da bola internacional