Torcedores – Notícias Esportivas

Fora do vôlei, Maurício Souza se filia a partido de Bolsonaro para concorrer nas eleições

Jogador campeão olímpico pelo Brasil nas Olimpíadas Rio 2016 foi afastado das quadras depois de fazer comentários considerados homofóbicos

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução /Instagram

O jogador de vôlei Maurício Souza, de 33 anos, sinalizou uma guinada à vida política ao se afiliar ao PL (Partido Liberal), mesmo do presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele nunca escondeu o seu apreço pelo chefe do Executivo e será “apadrinhado” pela deputada federal Carla Zambelli.

Ele fará parte do grupo de parlamentares da sigla que tentarão puxar votos nos grandes polos do Brasil nas próximas eleições. O lançamento da sua candidatura a deputado federal para Minas Gerais, de onde é natural, deve acontecer após o ato de filiação sediada na Câmara, em Brasília.

Fã de Bolsonaro

O alinhamento de Maurício Souza com Bolsonaro não é recente, uma vez que ele sempre se denominou uma pessoa de costumes “conservadores”. A relação com o presidente se estreitou depois que as polêmicas relacionadas a um suposto comentário homofóbico nas mídias sociais tomou as manchetes dos jornais no ano passado.

Em agosto, ele publicou uma foto no Instagram ao lado de Jair e Carlos Bolsonaro com a legenda: “Um honra poder estar ao lado de vocês. Vamos em frente”.

Entenda a sequência de eventos

Maurício Souza jogava pelo Minas Tênis Clube e pela seleção brasileira de vôlei até o ano passado, quando fez um comentário considerado homofóbico pela internet em outubro. Na ocasião, ele postou uma imagem do beijo entre os personagens de quadrinhos Clark Kent e Jay Nakamura e escreveu: “Vai nessa que vai ver onde vamos parar”.

A fala do atleta foi alvo de críticas na internet e acabou com a sua demissão do Minas depois da pressão imposta pelos patrocinadores. Desde então, ele se tornou mais ativo politicamente nas mídias sociais e chegou a revelar em entrevista ao podcast “Conserva Talk”, em novembro, que estava com dificuldades para acertar com outra equipe.