Home Futebol Mauro Cezar detona seleção brasileira e dá “cartão vermelho” para três nomes da CBF

Mauro Cezar detona seleção brasileira e dá “cartão vermelho” para três nomes da CBF

Jornalista disparou contra trabalho de Ramon Menezes e fez questão de incluir dirigentes no forte discurso

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Mauro Cezar detonou trabalho de Ramon Menezes na seleção brasileira.

Ramon Menezes, em participação do Brasil no Pré-Olímpico (Joilson Marconne / CBF)

PUBLICIDADE

Sem apresentar um bom futebol no Pré-Olímpico, o Brasil está fora das Olimpíadas de Paris. Após a derrota da seleção diante da Argentina, Mauro Cezar Pereira não poupou críticas e aplicou um “cartão vermelho” em três nomes ligados à CBF. Além de Ramon Menezes, Ednaldo Rodrigues e Branco foram atrelados ao vexame em campo.

“Esse (cartão) a gente dá com gosto. Esse cartão vermelho vai para vários personagens. Primeiro para o Ednaldo, presidente da CBF, depois para o Branco, coordenador de seleções de base, e para o Ramon Menezes. Eles dois são responsáveis pela presença do Ramon como técnico da seleção.”, disse Mauro Cezar, no programa Cartão Verde, da TV Cultura.

Na sequência, Mauro Cezar não poupou os jogadores da seleção e deu ênfase ao currículo de Ramon Menezes. Isso porque o Brasil teve uma postura pouco agressiva contra os ‘hermanos’, confronto que poderia garantir o time nos Jogos Olímpicos.

PUBLICIDADE

“Vai para a seleção também, eliminada dos Jogos Olímpicos. A seleção pré-olímpica do Brasil é ridícula. Acho que a palavra mais suave é essa! O Brasil tava agarrado ao 0 a 0, nem ameaçava a Argentina, que não jogou bem.”

“O Ramon não tem currículo para treinar seleção nenhuma. Ele treinou, CRB e Vitória, e foi demitido dos três. É absurdo que se coloque uma seleção nas mãos de um técnico que não mostrou nada em detrimento de outros profissionais e que não têm essa oportunidade.”, completou.

Mauro Cezar “comemora” eliminação do Brasil

Mesmo com o fim da possibilidade de um terceiro ouro seguido, Mauro Cezar não ficou chateado com a ausência do Brasil nas Olimpíadas. Como o torneio poderia causar desfalques nos clubes, a eliminação acabou sendo vista com bons olhos.

“O torneio olímpico de futebol é fraco tecnicamente. Ainda bem que o Brasil não se classificou. Não vai desfalcar os times.”, afirmou.

PUBLICIDADE