Home Futebol John Textor é denunciado pelo STJD por acusações contra arbitragem

John Textor é denunciado pelo STJD por acusações contra arbitragem

Dirigente do Botafogo tem acusado favorecimento ao Palmeiras nas duas últimas edições do Brasileirão Série A; evidências de tais denúncias não foram apresentadas

Victor Martins
De Santo André-SP, formado em Jornalismo pela Unversidade Metodista de São Paulo (classe de 2010-13), trabalhando no Torcedores desde janeiro de 2016 (ou algo neste sentido). Iniciado na profissão desde meados de 2006, ao fazer a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha para o site Abolanet. cobrindo jogos e os destaques de algumas seleções durante o evento, e posteriormente trabalhando neste até cerca de 2007. Entre os anos de 2008 e 2015, trabalhei para uma agência de notícias que produziu conteúdo para diversas páginas. Destas, principalmente a da Federação Paulista de Futebol, fazendo serviços de placar ao vivo das mais diversas competições (nacionais e internacionais) e serviços de pós-jogo focados nos clubes de São Paulo Desde 2016 venho trabalhando no Torcedores, onde venho desempenhando uma série de funções dentro do site, como setorista de clubes do futebol brasileiro e de outros esportes (MMA), além de trabalhar em várias partes do organograma da página. Atualmente, exerço trabalho na cobertura de futebol nacional e internacional, com a criação de matérias sobre clubes e jogadores, além de produção de guias de TV (onde assistir aos jogos) das partidas dos mais variados torneios no Brasil e no mundo
John Textor no CT do Botafogo

John Textor fez acusações sobre susposta corrupção no futebol (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

As novas acusações de John Textor sobre suposta corrupção no futebol brasileiro e de possível favorecimento ao Palmeiras no Brasileirão Série A das duas últimas temporadas tem gerado várias reações. E a mais recente é a do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que decidiu por denunciar o acionista majoritário da SAF do Botafogo.

PUBLICIDADE

De acordo com o Bandsports, o tribunal entrou com denúncia contra Textor por este não ter apresentado ao tribunal provas que comprovem a existência da denunciada manipulação de resultados, apesar de dois pedidos feitos pela corte ao americano. O caso, inclusive, já tem data para ser apreciado pela Primeira Comissão Disciplinar, este marcado para o próximo dia 15.

São dois os artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva aos quais o empresário será denunciado, o 220-A, em seu inciso I (‘deixar de colaborar com os órgãos da Justiça Desportiva e com as demais autoridade desportivas na apuração de irregularidades ou infrações disciplinares’) e e o 223 (‘deixar de cumprir ou retardar o cumprimento de resolução, decisão, transação disciplinar desportiva ou determinação da Justiça Desportiva’). Os dois artigos podem gerar, caso o dirigente botafoguense seja condenado, suspensão e multa.

PUBLICIDADE

Nos últimos dias, John Textor voltou suas baterias contra a tal suposta manipulação de resultados, afirmando ter provas que a vitória por 5 a 0 do Palmeiras sobre o São Paulo, durante o último Brasileirão Série A, teria seu resultado ‘arranjado’. Segundo o gestor da SAF do Botafogo, recursos de inteligência artificial teriam indicado ter havido suspeitas de que lances dos gols palmeirense naquela goleada poderiam indicar que o resultado pode ter tido alguma ‘interferência’ para beneficiar o Verdão

Além disto, Textor também teria apontado que a partida contra o Fortaleza (4 a 0, que decretou o título palmeirense de 2022) também teria sido manipulada. As provas disto, no entanto, não foram apresentadas pelo empresário, que quer levar a denúncia para a Justiça Comum. Dirigentes palmeirenses e são-paulinos responderam às acusações do empresário e apontam a possibilidade de entrar na Justiça contra o gestor botafoguense.