Home Futebol PVC diz que Landim erra ao comparar Flamengo e Palmeiras na busca por SAF

PVC diz que Landim erra ao comparar Flamengo e Palmeiras na busca por SAF

Comentarista disse que SAF pode ser saída para estádio do Flamengo, mas deixou clara a falha de Rodolfo Landim

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Rodolfo Landim, Flamengo

Rodolfo Landim em evento do Museu Flamengo (Gilvan de Souza / Flamengo)

O comentarista Paulo Vinícius Coelho, o PVC, utilizou sua coluna no UOL Esporte para falar sobre a possibilidade de o Flamengo ter uma SAF em busca de seu estádio próprio, como é ideia do atual presidente do clube, Rodolfo Landim.

PUBLICIDADE

PVC deixou claro que a ideia não é ruim, visando o objetivo da construção da “casa própria”, mas chamou a atenção para uma informação errrada de Landim.

“A criação de uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF) para o novo estádio rubro-negro pode ser a melhor solução, desde que aprovada pelo Conselho Deliberativo. Deste ponto de vista, o presidente Rodolfo Landim foi exato e correto (…) Mas cometeu um erro de informação ao se referir ao Allianz Parque”, disse ele sobre uma fala de Rodolfo Landim à Rádio CBN do Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE

“Ao explicar por que razão não julga a criação de uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) a melhor solução para o Flamengo, apoiou-se no no modelo palmeirense (…) Não é. Palmeiras e W. Torre nunca constituíram uma Sociedade de Propósito Específico, empresa com objetivo determinado, no caso para construir um estádio”, garantiu PVC, explicando posteriormente do que se trata a parceria entre Palmeiras e WTorre.

“Diferentemente do que foi afirmado, o contrato entre Palmeiras e W. Torre foi de Direito de Superfície, para construir e usar comercialmente. Landim também se equivoca no conceito, ao afirmar que, no dia seguinte à inauguração, o parceiro se tornará seu inimigo, porque haverá interesses conflitantes.”

WTorre também lucra com o Palmeiras

Conforme chamou a atenção PVC, não há uma relação de amigos e inimigos em casos como entre WTorre e Palmeiras, tanto é que a construtora do estádio mantém cadeiras e lucra com suas vendas.

“Ao contrário, interessa à W. Torre que o Palmeiras jogue o maior número possível de partidas no Allianz Parque, porque ela detém 10 mil cadeiras e as vende para torcedores palmeirenses”, chamou a atenção so comentaristas:

PUBLICIDADE

“Os dois meses de ausência do estádio produziram protestos de seus clientes.”