Home Extracampo Delegação brasileira apresenta uniformes para Jogos Paralímpicos de Paris

Delegação brasileira apresenta uniformes para Jogos Paralímpicos de Paris

Modelos desenvolvidos pela Asics tiveram produção orientada dos próprios atletas do Brasil que vão para a grande disputa esportiva neste ano

Carlos Lemes Jr
Olá! Sou Carlos Lemes Jr e sou Jornalista formado, desde 2012, e no Torcedores, desde 2015. Matérias exclusivas pelo site publicadas nos portais IG, MSN e UOL. Escrevo sobre: futebol, mídia esportiva, tênis e basquete. Acredito que o esporte seja uma ótima ferramenta de inclusão, pois, sou cadeirante. Então, creio que uma das minhas "missões" aqui no Torcedores seja cobrir esporte paralímpico. Hobbies: ler, escrever e escutar música.
Delegação brasileira com novos uniformes

Delegação brasileira apresentou modelos com evento em São Paulo (Ana Patrícia/ CPB)

A delegação brasileira já sabe com que roupa vai aos Jogos Paralímpicos de Paris 2024. Isso, porque na última segunda-feira, 13 de maio, foi dia da apresentação oficial dos uniformes no CT Paralímpico de São Paulo. Os modelos foram desenvolvidos pela ASICS.

PUBLICIDADE

“Começamos este projeto dos uniformes com acessibilidade para as pessoas com deficiência lá em 2019, e começamos por conta própria, apenas para consumo interno, para uso dos atletas durante as competições”, comentou Mizael Conrado, presidente do CPB, ao site oficial da entidade.

“A chegada da ASICS em 2023 como uma das parceiras do Comitê Paralímpico Brasileiro agregou valor na nossa missão de incluir a pessoa com deficiência na sociedade por meio do esporte”, disse o mandatário da organização.

PUBLICIDADE

“É mais uma prova inconteste de que os resultados obtidos pelos nossos atletas nas canchas de todo o mundo chamaram a atenção no mercado e induzem diversos setores a mudanças significativas em prol da causa das pessoas com deficiência”, apontou.

“Agora teremos a comercialização dos produtos e as pessoas com deficiência terão a oportunidade de trajar os uniformes”, afirmou Mizael Conrado sobre os modelos que vestiram os atletas brasileiros nos Jogos Paralímpicos de Paris.

Até agosto deste ano, o Comitê ainda promoverá mais um evento para a divulgação de outras peças que serão utilizadas pelos atletas no megaevento na capital francesa.

Para Alexandre Fiorati, presidente ASICS na América Latina, destacou que esse é um movimento importante para a marca dentro do mercado brasileiro.

PUBLICIDADE

“É mais uma prova do quão importante o Brasil é para a ASICS. Até então, a equipe paralímpica do Japão era a única a contar com o apoio da marca. Agora, o Brasil se torna o primeiro fora do nosso país-sede, a receber este suporte”, destacou o executivo.

Atletas ajudaram a desenvolver peças do uniforme para os Jogos Paralímpicos de Paris

Todas as peças contam com detalhes de acessibilidade como: mochilas com alça nos puxadores; calças com zíperes na lateral da parte inferior próximo ao tornozelo para facilitar atletas com prótese; e todos os modelos contam com etiquetas internas em braile, destacando as cores correspondentes, auxiliando na seleção das roupas, calçados e demais acessórios para facilitar o dia a dia da delegação brasileira em território francês.

Presidente do Comitê internacional elogia momento do paradesporto nacional

Ainda falando de bastidores, Andrew Parsons, mandatário da entidade que organiza a grande disputa esportiva e ex-presidente do CPB, exaltou o trabalho do movimento do paradesporto no País em entrevista exclusiva ao Torcedores.com e explicou que ele tem uma função social.

“O Movimento Paralímpico Brasileiro está, com certeza, no patamar mais alto. Esse movimento não pode ser algo esportivo, só. Mas também mudar a visão da sociedade em relação às pessoas com deficiência.”, disse Parsons.

PUBLICIDADE