Home Futebol PVC revela definição sobre chance de Crefisa comprar SAF do Vasco

PVC revela definição sobre chance de Crefisa comprar SAF do Vasco

Oportunidade de negócio levou o Cruz-maltino a procurar a atual patrocinadora do Palmeiras em busca da venda da SAF

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.
Pedrinho, Vasco

Pedrinho com a camisa do Vasco (Divulgação / Vasco)

Paulo Vinícius Coelho, o PVC, revelou que a Crefisa não vai comprar a SAF do Vasco. Além disso, o dono da empresa, José Roberto Lamacchia, marido de Leila Pereira, também não o fará como pessoa física.

PUBLICIDADE

Em sua coluna do UOL Esporte, PVC destacou que o Vasco já sabe da decisão e segue à procura de investidores para que os 70% que pertencem à 777 Partners, que tem sido alvo de processos em vários países, sejam vendidos rapidamente.

“O Vasco já sabe que o empresário José Roberto Lamacchia não vai adquirir as ações da 777 Partners na Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Nem Lamacchia como pessoa física, nem a Crefisa ou empresa do grupo comprará os 70% pertencentes à companhia norte-americana, que foram reincorporados ao clube associativo por medida liminar“, destacou PVC em sua publicação.

PUBLICIDADE

“O Vasco segue a procura de investidores no mercado brasileiro ou do exterior.”

PVC revelou que Vasco tem pressa

O Vasco não quer entrar como posse da 777 em processos que os bens da empresa têm sido confiscados por conta de processos na Bélgica e nos Estados Unidos, envolvendo transações e empréstimos irregulares.

O clube associativo retomou a porcentagem da SAF que estava com a 777 e quer negociar a venda o mais rápido possível.

“A medida liminar que devolveu ao clube associativo o controle da SAF não foi derrubada”, destacou PVC.

PUBLICIDADE

“Os executivos da 777, Josh Wander e Steven Pasko, renunciaram aos cargos de gerenciamento após a Justiça determinar a apreensão dos bens da empresa na Bélgica, onde é dona do Standard de Liege. Neste cenário, o Vasco procura parceiros que possam adquirir os 70% das ações de sua Sociedade Anônima do Futebol (SAF), que pertencem à 777 Partners e voltaram ao clube associativo pela medida liminar.”

A busca do Vasco por investidores segue agora que há o conhecimento de que a Crefisa não estará no projeto.

“Assim, segue a busca por investidores, porque a direção vascaína não pretende esperar para ter seus bens bloqueados numa ação contra a 777 no Brasil ou ser incluído nos bens da empresa confiscados.”

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial