Home Futebol Sheik aponta time “pouco criticável” no futebol brasileiro: “Tá bem demais”

Sheik aponta time “pouco criticável” no futebol brasileiro: “Tá bem demais”

Comentarista também rechaçou possibilidade de “passar pano” em análises veiculadas no SBT

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Emerson Sheik.

Emerson Sheik, ex-jogador e comentarista do SBT (Reprodução)

Integrante do Arena SBT, Emerson Sheik prioriza o estilo “raiz” nas análises envolvendo o mundo do futebol. Levando em conta a postura em questão, parte dos torcedores não concordam com pontos de vista que são externados no programa, algo que motivou uma série de respostas vindas do ídolo do Corinthians.

PUBLICIDADE

Em uma das alfinetadas, a conduta de Sheik em relação ao Palmeiras foi reprovada. Descartando a possibilidade de “ficar perdido” ao reclamar do time alviverde, o ex-jogador deixou claro que, no momento, não é fácil apontar pontos negativos atrelados ao Verdão.

“Eu não critico o Palmeiras, é raro. Até porque não tem o que criticar. O Palmeiras tá bem demais. Mas, quando tem que criticar, eu critico sim! Se liga que você tá no programa errado. Aqui é Arena SBT.”, respondeu, em vídeo nas redes sociais da emissora.

PUBLICIDADE

Sem medo de emitir fortes discursos, Sheik ressaltou o estilo na função de comentarista. Diante disso, o ex-jogador acredita que o desempenho dentro da mídia esportiva está sendo satisfatório.

“Não sou o cara, mas tô mandando bem! A verdade, para alguns, é difícil de aceitar. Mas aqui é raiz. Vou falar a verdade sempre, gostando ou não.”, afirmou.

Sheik alerta o Corinthians

Recentemente, Emerson Sheik demonstrou preocupação com o futuro do Corinthians. Após a eliminação do clube no Campeonato Paulista, o comentarista considera que a diretoria precisa reforçar o elenco para evitar qualquer tipo de sufoco no Brasileirão.

“O Corinthians precisa de mais. Precisa entregar mais. Jogar mais. A gente está falando dos mesmos nomes há muito tempo […]  O Corinthians precisa ganhar, competir. Não dá pra esperar muito desse time do Corinthians. Essa diretoria precisa contratar mais, porque com o que tem até agora, não funcionou. Com o que tem não dá. No Campeonato Paulista não deu.”, afirmou.

PUBLICIDADE