Home Futebol Renato Maurício Prado dispara contra time bagunçado no Brasil: “Zorra infernal”

Renato Maurício Prado dispara contra time bagunçado no Brasil: “Zorra infernal”

Jornalista apontou “ajuda” para que os adversários balancem as redes no futebol brasileiro

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Renato Maurício Prado.

Renato Maurício Prado, ex-jornalista do Fox Sports (Reprodução)

Apesar dos títulos conquistados pelo Fluminense, Renato Maurício Prado está longe de admirar o estilo de Fernando Diniz. Levando em conta decisões como Martinelli na zaga e Marquinhos na lateral-direita, o comunicador enxerga uma bagunça no Tricolor das Laranjeiras. Neste cenário, não é possível decifrar o atual modelo de jogo da equipe.

PUBLICIDADE

Além das escolhas controversas de Diniz, RMP ironizou a influência de Fábio em campo. Como o defensor da baliza do Fluminense teve uma falha contra o Juventude, o jornalista acredita que o modelo imposto pelo técnico está ajudando os adversários.

“O Fluminense é uma bagunça hoje em dia. O Fernando Diniz conseguiu criar um time que ninguém sabe mais o que é. Zagueiro não joga de zagueiro, atacante joga de zagueiro… para culminar com tudo isso, o Fábio resolveu ser assistente de gols dos adversários. Ele dá passe para os atacantes adversários fazerem gols.”, disse RMP, no programa Fim de Papo, do UOL Esporte

PUBLICIDADE

“Não é a primeira vez. Isso tem se repetido nessa zorra infernal que é a cabeça do Fernando Diniz.”, acrescentou.

Em relação ao desempenho de Marcelo, Renato Maurício Prado vê dois extremos. Enquanto o lateral-esquerdo é um dos melhores no apoio ao ataque, o mesmo não pode ser dito no comportamento defensivo.

“O Marcelo tá bem no ataque e péssimo na defesa!”, alertou.

RMP emite alerta sobre o Flamengo na Libertadores

Torcendo para que o Fluminense cruzasse o caminho do Flamengo, Renato Maurício Prado não projeta vida fácil contra o Bolívar. Isso porque a altitude de La Paz faz com que o Rubro-Negro tenha obrigação de construir um resultado sólido ao longo dos 90 minutos iniciais.

PUBLICIDADE

“Eu continuo a dizer que o melhor adversário era o Fluminense. Seriam dois jogos no Maracanã, se livraria de jogar o segundo jogo na casa do adversário e o Flamengo tem estado em absoluta superioridade nos confrontos deste ano.”

“O Flamengo pegou o Bolívar, que obriga o Flamengo a ganhar bem no primeiro jogo. Se deixar para decidir em La Paz, a possibilidade do Flamengo ser eliminado é grande. Tem que botar, pelo menos, dois gols de diferença, o ideal seriam três.”, indicou.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial