Perisic aumenta lista de ex-jogadores do Borussia Dortmund contratados pelo Bayern de Munique; confira

Anunciado nesta terça-feira (13) como novo reforço do Bayern de Munique, o croata Ivan Perisic se destacou no futebol alemão atuando pelo rival Borussia Dortmund

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/ Bayern de Munique twitter oficial

A rivalidade entre Bayern de Munique e Borussia Dortmund cresce a cada ano na Alemanha. As duas principais forças do futebol no país se revezam na conquista de títulos e recentemente levaram a disputa para o mercado de transferências. Com mais recursos financeiros, os bávaros passaram a contratar jogadores do clube auri-negro, acirrando ainda mais os ânimos.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Robert Lewandowski, Mario Gotze e Matts Hummels foram alguns dos nomes que se transferiram do Dortmund para o clube de Munique, sendo que os dois últimos fizeram o caminho inverso nas últimas temporadas. Nesta janela foi a vez de Ivan Perisic aumentar a lista. O croata, que pertence à Inter de Milão acertou sua ida por empréstimo para o gigante da Baviera.

Muitos podem não se lembrar, mas o ponta iniciou sua trajetória no futebol alemão atuando pelo Borussia Dortmund. Contratado por Jurgen Klopp em 2011 junto ao Club Brugge da Bélgica, Perisic teve um bom desempenho em sua passagem pelo auri-negro, marcando 12 gols e dando sete assistências em 64 jogos e pouco mais de um ano e meio na equipe. Em 2013 seguiu para o Wolfsburg, onde atingiu seu auge na Alemanha.

No Bayern reencontrará o velho companheiro de ataque Lewandowski e enfrentará Hummels, Gotze e Reus, com que atuou na conhecida campanha que levou o Dortmund à final da Champions League justamente contra os bávaros.

Perisic tem 30 anos e chega para suprir a carência de pontas do elenco dirigido por Niko Kovac. Com a lesão de Sané, alvo inicial da equipe, o croata passou a ser a primeira opção no mercado.

LEIA MAIS:

Em alta, Sancho projeta boa temporada para o Borussia Dortmund: “Este pode ser o nosso ano”