Adílson aciona Atlético-MG na Justiça e cobra valor milionário

Adílson era auxiliar no Atlético até a chegada de Dudamel, que trouxe outros profissionais para o setor

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Bruno Cantini

De acordo com a matéria publicada pelo Globoesporte.com, o ex-volante Adílson entrou na Justiça contra o Atlético-MG. Com contrato até 2020, ele cobra salários e alega também danos morais. Ainda segundo a publicação, o valor que ele entende ter direito a receber é de R$ 11.648.906,64.

Cartão de crédito sem anuidade? Abra sua conta Meu BMG agora!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

 – (Adilson) Vem à presença deste Juízo pleitear a rescisão indireta de seu o contrato de trabalho, o pagamento das verbas salariais inadimplidas, verbas rescisórias, multa compensatória desportiva, reflexos dos pagamentos “por fora” intitulados “direito de imagem”, danos morais e lucros cessantes por acidente do trabalho e multas legais aplicáveis.

O pedido ora proposto tem fundamento na Legislação pertinente e os fatos que geraram essa situação foram causados exclusivamente pelo Reclamado (Atlético), que não cumpriu com suas obrigações contratuais e trabalhistas”.

Em 2019, Adílson precisou se aposentar dos gramados em razão de um problema cardíaco. Diante disso, a diretoria do Atlético decidiu incluir na função de auxilar técnico. Com a chegada de Rafael Dudamel, porém, tudo mudou. O venezuelano trouxe consigo outros profissionais para ocupar o setor.

O Atlético, então, avisou Adílson que o mesmo não seguiria em 2020 e que conversaria sobre os trâmites da rescisão.

LEIA MAIS: