Técnico do Paysandu confirma contratação e detona arbitragem: “não vou aceitar pressão”

Hélio dos Anjos desabafou após a vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 27 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Jorge Luiz/ascom Paysandu

O técnico do Paysandu, Hélio dos Anjos, se mostrou indignado com a arbitragem de Joelson Nazareno Ferreira Cardoso, após a vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, na noite desta segunda-feira (27), no estádio Curuzu. Aos 29 minutos do segundo tempo, o comandante bicolor foi advertido com cartão amarelo.

“Quero deixar uma coisa bem clara: não vou aceitar pressão de arbitragem a minha pessoa na beira do campo”, disparou Hélio dos Anjos, em entrevista coletiva. “Não vou aceitar, com dez minutos de jogo, o árbitro vim me dar dura”, acrescentou o técnico do Paysandu.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

“Não vou aceitar informar o bandeira o que aconteceu e o bandeira pedir pra me dar cartão amarelo. Eu tenho que ter liberdade pra trabalhar”, argumentou. 

“Isso é uma coisa que eu  falando no momento que nós ganhamos. Se foi bem televisionado o jogo, não sei, não conheço da técnica, o gol do Caíque (Oliveira) foi nitidamente limpo. E a penalidade do Tony. São situações no momento que nós estamos ganhando”, citou o técnico do Paysandu

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

No decorrer da entrevista, Hélio dos Anjos deixou escapar mais uma contratação realizada pelo time bicolor. Trata-se do meio-campista Luiz Felipe, ex-Santa Cruz. O jogador, entretanto, ainda não foi oficializado.

“É um jogador que pode nos oferecer aquilo que precisamos: um meia de mobilidade, joga pelos lados e joga também por dentro. É mais uma opção que eu acredito”, descreveu o técnico do Paysandu.

Leia também:

Torcida do Paysandu inova e faz um minuto de barulho para homenagear vítima de feminicídio

Jogador do Paysandu diz que se inspira em Cristiano Ronaldo: “referência a nível profissional”