Diretor técnico da Mercedes diz que o carro de 2019 não seria suficiente para 2020: “se não fizéssemos algo impressionante, nos alcançariam”

A Mercedes está na busca por mais um título da Fórmula 1; James Allison explicou os motivos de não levar o carro de 2012 para a temporada 2020 da categoria

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/YouTube/Canal Oficial Mercedes-AMG Petronas

A Mercedes quase levou o carro de 2019 para competir em 2020. Entretanto, com os rivais diminuindo a diferença para a equipe alemã, foi preciso desenvolver um novo carro.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Quem afirmou isso foi o diretor técnico da equipe, James Allison, ao canal oficial da Mercedes no YouTube.. Para ele, a “fome” dos adversários foi essencial para o desenvolvimento do novo carro.

“Decidimos que não seria o suficiente. Sentimos o hálito de nossos oponentes em nossos ombros. Conhecemos a ‘fome’ deles. Sabemos que se não fizéssemos algo impressionante com este carro, eles nos alcançariam e por isso decidimos fazer algo agressivo”.

Allison ainda destacou como foi feita as mudanças do carro.

“Apesar do fato de não haver mudanças nos regulamentos, nós pegamos todas as partes do carro e verificamos se poderíamos melhorá-las”.

A temporada de 2020 da Fórmula terá início no mês de março, com o GP da Austrália. Os dois pilotos da Mercedes para este ano continuam sendo o hexacampeão Lewis Hamilton e o finlandês Valtteri Bottas.

LEIA MAIS