Em seu retorno à La Bombonera, Maradona não será recebido com festa pelo Boca Juniors

Maradona é atualmente treinador do Gimnasia La Plata

Ítalo Bruno
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Gimnasia

O dia 8 de março reserva um grande reencontro no futebol argentino. O duelo entre Boca Juniors e Gimnasia La Plata, marcará o retorno de Diego Maradona à La Bombonera. Porém, o ídolo do Boca não será recebido com festa.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

“É um técnico que vem tratar de ganhar do Boca, não a uma festa do Boca. Há coisas que pensamos e sentimos de diferentes maneiras. Tem que lembrar do melhor Diego, o que jogava, esse jogador que nos encheu de orgulho em todos os lados”, afirmou Jorge Ameal, presidente do Boca.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“A postura do Rosario é uma coisa, mas que o Boca não faça um reconhecimento justamente a Diego… é uma bomba”, disse o Jornal Olé, em publicação em seu site.

O jornal ainda relembrou críticas de Maradona ao próprio presidente Jorge Ameal e também aos vice-presidentes Mario Pergolini e Juan Román Riquelme.

“Esse locutor e esse ídolo futebolístico não sabem nada de política. E ainda por cima apoiam o pior presidente da história”, escreveu Maradona em seu Instagram.

Com três pontos a menos que o River Plate, o Boca Juniors é o segundo colocado da Superliga Argentina, com 36 pontos ganhos. A equipe entra em campo no próximo domingo, às 21h50, fora de casa, contra o Central Córdoba.

Leia mais

Atlético-MG e Tardelli entram em acordo e atacante está de volta ao Galo

Landim deve comparecer em nova sessão da CPI do incêndio no Ninho do Urubu, nesta sexta-feira