Reforços no Palmeiras: Dívida por Borja trava chegada de novo lateral

Verdão tem interesse em Daniel Muñoz, do Atlético Nacional-COL, ex-clube de Borja

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Atlético Nacional

O Palmeiras segue em busca de mais alguns reforços para a temporada 2020, mas o interesse no lateral-direito Daniel Muñoz, do Atlético Nacional, da Colômbia, esbarra em uma dívida entre os clubes ainda pela compra e venda do centroavante Miguel Borja, em 2017.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Em entrevista à rádio “Zona Libre de Humo“, da Colômbia, o presidente do Atlético Nacional, Juan David Pérez, revelou que não tem nenhuma negociação aberta com o Verdão por Daniel Muñoz, pois ainda precisa se acertar antes pela dívida por Borja.

Por Daniel Muñoz com o Palmeiras não há nada. Não cometeremos o mesmo erro duas vezes. Com eles, temos ainda o tema Borja na Fifa por pagamentos atrasados“, afirmou o mandatário colombiano.

O Atlético Nacional cobra US$ 3 milhões (cerca de R$ 13 milhões) do Palmeiras, pois entende que teria que ter recebido o valor em agosto de 2019 ainda pela venda do atacante Borja.

Quando comprou o centroavante, em 2017, ficou acertado que o time brasileiro teria de pagar este valor por 30% dos direitos de Borja caso o atleta não fosse vendido até agosto do ano passado, o que não ocorreu.

Para o clube colombiano, a dívida deveria ser paga já em agosto, no entanto, pelo entendimento do Verdão os valores só devem ser pagos quando Borja for efetivamente vendido ou quando terminar o contrato do jogador, em dezembro de 2021 – Borja atualmente está emprestado ao Junior Barranquilla-COL.

Confira a entrevista do presidente do Atlético Nacional em áudio:

LEIA MAIS: