Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gary Neville faz revelação sobre parceria entre Cole e Yorke no Manchester United

Gary Neville jogou com Dwight Yorke e Andy Cole no Manchester United; juntos, conquistaram a Champions League da temporada 1998/99

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução / Site Oficial da Premier League

Dwight Yorke e Andy Cole é uma das grandes duplas da história do futebol inglês. Juntos, fizeram parte do grande time do Manchester United que conquistou a Europa e o mundo em 1999. Além disso, venceram a Premier League em 3 oportunidades enquanto companheiros nos Red Devils.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

À Sky Sports, outro grande ícone daquela equipe, Gary Neville, revelou que foram necessários pelo menos 10 jogos juntos para que Yorke e Cole se dessem bem.

“Eu não acho que eles realmente se deram bem no começo. Acho que foram necessários 10 ou 15 jogos para eles se reunirem. Então eu acho que eles começaram a socializar juntos, se dando bem. Havia um respeito entre eles. A questão era sobre os dois que eles não se importaram com qual deles marcou. E acho que isso é único, porque quando você tem um goleador como Cole, ou jogadores como Ruud van Nistelrooy ou Michael Owen, é sempre o tipo de goleador que precisa marcar para que seja feliz. Mas, na verdade, com Coley e Yorkey, eles chegaram ao ponto em que não se importavam se um deles marcava, ambos estavam felizes um com o outro”.

Ainda de acordo com Gary Neville, Cole e Yorke são melhores do que qualquer dupla ou trio de ataque que passou pelo Manchester United.

“Dwight Yorke era um jogador inacreditável. Ele podia fazer todas as coisas, marcar gols, acertar as jogadas, correr atrás, driblar, colocar outras pessoas em jogo. Quando entrei para a equipe, eram (Eric) Cantona e (Mark) Hughes. Naquele período, tínhamos Yorke e Cole, e Teddy (Sheringham) e Ole (Solskjaer), e depois fomos para Ruud (van Nistelrooy), Wayne Rooney e Carlos Tévez, que eram sensacionais. também. Eu provavelmente diria que Yorke e Cole (foram os melhores) apenas pela temporada em que foram absolutamente sensacionais, a maneira como jogaram juntos, apenas iluminou toda a liga, iluminou a Europa”.

LEIA MAIS

Jogadores da Premier League estão prontos para jogar com portões fechados em meio à pandemia de Coronavírus