Joanna Jedrzejczyk perdeu a visão de um olho por dias, após luta contra Weili Zhang no UFC 248

A ex-campeã do peso palha, Joanna Jedrzejczyk,  falou sobre o tamanho do dano que levou no rosto em sua última luta no UFC

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/UFC

O UFC 248 nos presenteou com uma grande luta pelo cinturão peso-palha feminino. Weili Zhang defendeu seu título contra Joanna Jedrzejczyk numa luta brutal, que deixou marcas em ambas as lutadoras. Principalmente em Joanna.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

No combate que provavelmente estará entre os melhores de 2020, Zhang deixou marcas assustadoras no rosto da desafiante. O rosto de Joanna Jedrzejczyk ficou realmente desfigurado, mas aos poucos vem voltando ao normal. A ex-campeã detalhou o processo em post de seu Instagram.

“Ontem eu tive que fazer uma ‘verificação do corpo’ com Kamil Iwanczyk para garantir que as contusões, que às vezes podem ser perigosas, sejam absorvidas adequadamente. Eventualmente, decidimos usar fita adesiva para me ajudar a voltar à forma mais rapidamente. Como está o seu dia?”

View this post on Instagram

🇵🇱. Rany powojenne z 7. marca jeszcze się goją, ale dzisiaj kamuflaż pełną parą nie tylko na ubraniu, ale i na buziaku.🤕😃 Mój fizjo zawsze mówi, że na mnie wszystko „goi się jak na psie”.🐶🚑 Nie brzmi to dobrze, ale znaczenie jak najbardziej dobre.👍🏼 Wczoraj musiałam odbyć „przeglad” ciała u @kamiliwanczyk , aby mieć pewność, że siniaki, które czasami mogą okazać się niebezpieczne dla zdrowia, odpowiednio się wchłaniają.🥺 Finalnie postanowiliśmy nałożyć na buziaka tape, który pomoże mi szybciej wróci do pełni sprawności.😁 Jak Wasz dzień?🤗 Nie zwariowaliście jeszcze w czterech ścianach?😜 🇺🇸. The post-war wounds from March 7th are still healing, but today I decided to wear full clothes&face camouflage.🤕😃 My physical therapist always says that I "heal like a dog".🐶🚑 Maybe it doesn't sound good, but definitely has a positive meaning.👍🏼 Yesterday I had to do a "body check" with @kamiliwanczyk to make sure that the bruises, which can sometimes be dangerous, are getting properly absorbed.🥺 Eventually, we decided to use some tape to help me get back in shape faster.😁 How’s your day?🤗 Hope you're not going crazy locked in four walls?😜 👸🏻 #armygirl #camouflage #camouflaged #camouflagejacket #zara #taping #kinesiotaping #war #battle #ufc248 #speedrecovery #healingprocess #wmma #ufc

A post shared by Joanna Jedrzejczyk (@joannajedrzejczyk) on

Para dimensionar o tamanho do estrago e como Joanna está melhor, é só comparar a foto do post com a foto tirada assim que o combate terminou.

UFC 248

O lado ruim de lutar pelo UFC

Ao site MMA Fighting, Joanna Jedrzejczyk falou um pouco sobre como foram os dias que sucederam a derrota no UFC 248, e como ela se via diante à um rosto desfigurado devido ao combate.

“Eu me odeio quando estou assim, mas esse é o preço que temos que pagar. Sempre há um lado pior no seu trabalho ou profissão. Eu odeio isso, cara, eu odeio e quero cuidar da minha saúde. Ser atleta, estar nesse esporte, muda seu corpo. Isso muda sua cabeça, sua mente, como você olha e como anda. Custou-me muitos sacrifícios, mudanças no meu corpo e ainda sou uma mulher, quero ser atraente. E eu quero ser mãe no futuro, então é claro que sempre quero cuidar da minha saúde. No UFC você tem tudo, boa saúde e eles sempre cuidam de nós.”

Perda de visão temporária

Joanna Jedrzejczyk contou que teve uma cegueira temporária do olho esquerdo, lado mais atingido pela chinesa.

“Ainda existem alguns machucados, mas eu estava rindo dos memes depois da minha luta. Apesar de me afastar das mídias sociais, eu ainda estava rindo, Mas estou dizendo a vocês a partir do dia seguinte que o inchaço na minha testa diminuiu e não pude ver com meu olho esquerdo por dois dias. Eu tive uma visão de apenas cinco por cento no meu olho esquerdo. Foi bem difícil, sabia? Mas é o que é, o inchaço diminuiu e está tudo bem.”

Apesar dos hematomas, Joanna suportou bem e contra-golpeou muito bem Weili Zhang. Uma revanche entre as duas parece inevitável em um futuro breve.

LEIA MAIS
Lutadores estão com medo de lutar no UFC 250 no Brasil

Gilbert Durinho quer que UFC mantenha eventos, mas quer testes de coronavírus para os lutadores

Da influência do pai até o topo do mundo: Aos 84 anos, Éder Jofre comenta trajetória e fala sobre boxe no Brasil