West Ham anuncia corte de salários dos jogadores por conta da pandemia do coronavírus

Hammers atuaram pela última vez no dia 7 de março, quando perdem para o Arsenal na Premier League

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino.

Crédito: Divulgação - West Ham

Após o Southampton efetivar o corte salarial dos seus jogadores, o West Ham seguiu a linha e anunciou o corte de parte dos vencimentos em decorrência da pandemia do coronavírus. Dos integrantes da elite inglesa, apenas as duas equipes chegaram a um acordo com seus respectivos planteis.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva! Siga o Torcedores também no Instagram

A ação dos jogadores dos Hammers foi motivo de orgulho para o meia e capitão da equipe, Mark Noble, que ressaltou que a medida ajudará o clube pagar os salários de todos os funcionários durante este período de quarentena.

“Estou orgulhoso que todo nosso time deixaram claro seu desejo de ajudar outros nessa difícil situação”, disse Noble.

Quer saber quem chega e quem sai dos clubes do Brasil e do mundo?

 

O posicionamento de Southampton e dos Hammers pode pressionar e motivar outros clubes e jogadores a chegarem em um consenso. O entrave ainda é grande no país. A Premier League oficializou uma proposta de redução de 30% dos vencimentos, algo que foi rechaçado pela Associação Profissional de Futebolistas (PFA) na semana passada. O impasse gerou críticas até mesmo de membros do governo britânico.

LEIA MAIS: