5 jogadores que estiveram no último título oficial do São Paulo e talvez você não lembre

Tricolor não ganha um título desde 2012 e elenco da época não é tão lembrado

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Paulo Assunção teve destaque no Porto e no Atlético de Madrid, mas foi mal no São Paulo (Mike Hewitt/Getty Images)

O último título oficial do São Paulo foi a Copa Sul-Americana de 2012, mas o próprio elenco da época não é tão lembrado assim.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Veja 5 jogadores que venceram a Sul-Americana pelo São Paulo e talvez você não lembre:

Léo
Atual reserva do Athletico Paranaense, o goleiro era o reserva de Rogério Ceni na Sul-Americana de 2012 ao lado de Dênis e esteve na campanha, mesmo sem ter entrado em campo. Atualmente com 29 anos, nunca conseguiu uma sequência em campo.

Edson Silva
O mais longevo da lista é Edson Silva, que ficou no clube por quatro anos e teve seu melhor ano em 2014, mas é pouco lembrado por 2012, quando participou da Copa Sul-Americana. Deixou o clube em 2015 e passou por Estrela Vermelha, Londrina, Mirassol e atualmente está no Novorizontino.

João Filipe
O zagueiro foi apelidado de ‘Blackenbauer’ no São Paulo por ter uma boa saída de bola, mas apresentou falhas e perdeu espaço. Foi para o Náutico e se encontrou no Avaí, onde fez sucesso em 2016. Em 2017 passou pelo Atlético-GO e surpreendeu ao não assinar com mais nenhum clube a partir dali e parar com o futebol aos 28 anos. Atualmente é dono de uma grife própria de roupas.

Paulo Assunção
O veterano volante chegou ao clube em 2012 e disputou apenas 11 jogos. Fez sucesso no Porto e no Atlético de Madrid após início de carreira no Palmeiras, mas não brilhou no Tricolor. Deixou o clube no fim do mesmo ano, passou por Deportivo La Coruña, Levadiakos-GRE e se aposentou em 2014.

Ademilson
Muitos lembram do atacante revelação do São Paulo no início da década, mas poucos lembram dele no elenco da Sul-Americana de 2012. O jogador não conseguiu sucesso no Tricolor, mas se transformou em um ídolo no Japão, onde defende o Gamba Osaka desde 2016.

Leia mais:
Maradona tem irmão mais novo que foi profissional e passou pelo futebol europeu; conheça