7 times que brilharam nos Estaduais, mas não ganharam nada além disso

Algumas equipes vão bem nos Estaduais, mas param por aí

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Palmeiras

O futebol brasileiro costumeiramente vê times brilharem nos primeiros meses de uma temporada ao dominarem seus campeonatos estaduais.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes
https://www.facebook.com/TorcedoresOficial

O futuro dessas equipes, porém, pode não ser tão colorido assim e algumas delas terminam sua história sem grandes títulos.

Veja 7 grandes times que brilharam nos Estaduais e não ganharam mais nada:

Fluminense de 1975
A ‘Máquina Tricolor’ era comandada pelo recém-chegado Rivellino, que veio do Corinthians, e assombrou o futebol brasileiro ao passar por cima dos adversários nas primeiras fase do Brasileirão de 1975 e ao ser campeão carioca no mesmo ano. Na semifinal do Brasileiro, porém, parou no Cruzeiro e ficou sem a taça do torneio nacional.

Atlético-MG de 1980
O Galo emplacou uma sequência de cinco títulos mineiros entre 1978 e 1983, mas o grande ano do time de Reinaldo foi em 1980, quando doutrinou mais uma vez em Minas e chegou à final do Brasileirão, mas perdeu para o Flamengo de Zico e ficou sem taça.

Corinthians de 1982
O Timão da Democracia Corintiana foi bicampeão paulista em uma época que o título estadual era de suma importância. A equipe de Sócrates e companhia brilhou no Brasileirão até a semifinal, quando enfrentou o poderoso Grêmioe parou por ali. O campeão foi o Flamengo.

Palmeiras de 1996
O time do “ataque dos 100 gols” do Palmeiras conseguiu apenas o titulo paulista de 1996 e não conquistou mais nada no fatídico ano, mesmo com a poderosa equipe comandada por Luxemburgo. Parou nas quartas de final do Brasileirão ao perder para o campeão Grêmioe chegou à final da Copa do Brasil, mas perdeu para o Cruzeiro.

Cruzeiro de 2009
O time de Adilson Batista já vinha de um título mineiro em 2008 e repetiu a dose em 2009, reforçando a tese de que era o time mais forte do estado. Brigou pelo título brasileiro e ficou apenas cinco pontos do campeão Flamengo, terminando em quarto. Na Libertadores veio a derrota mais dolorida. Chegou à final e perdeu para o Estudiantes.

Botafogo de 2010
O Botafogo foi campeão direto do Carioca de 2010 – venceu Taça Guanabara e Taça Rio – e tinha no ataque formado por Herrera e Loco Abreu um dos setores ofensivos mais entrosados do futebol brasileiro. A equipe doutrinou no Rio de Janeiro, mas parou por ali. Terminou em sexto no Brasileirão e quase beliscou vaga na Libertadores.

Botafogo de 2013
O Botafogo de Seedorf voltou a ser campeão direto do Carioca em 2013 e mostrou que poderia brigar no topo do futebol brasileiro. Prova disso é que a equipe foi a grande rival do Cruzeiro na primeira metade do Brasileirão daquele ano, mas perdeu fôlego. Mesmo assim, conseguiu vaga na Libertadores do ano seguinte.

Leia mais:
Sérgio convidou Marcos para morar em sua casa poucos dias após casar; conheça uma das histórias mais cômicas dos ídolos do Palmeiras