CEO do Bayern de Munique confirma que o clube não irá comprar Coutinho

Após o fim do empréstimo, Coutinho irá retornar ao Barcelona

Bruno Romão
22 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Divulgação/Bayern

Karl-Heinz Rummenigge, CEO do Bayern de Munique, confirmou que Coutinho não será comprado pelo clube. A decisão já era esperada, tendo em vista que o preço do brasileiro, 120 milhões de euros, era considerado elevado. Dessa forma, a crise trazida pelo coronavírus acabou selando seu destino, e sua permanência no time bávaro não será viabilizada.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“A opção expirou e não a exercemos. Agora devemos fazer o planejamento interno do dinheiro”, afirmou o dirigente à revista “Der Spiegel”.

O atual vínculo do brasileiro vai até 30 de junho. No momento, ele se recupera de uma cirurgia no tornozelo direito, com o prazo de recuperação estipulado em cerca de seis semanas. Diante disso, uma eventual volta aos gramados só iria ocorrer na reta final do Campeonato Alemão.

O jornal “Mundo Deportivo” noticiou que o Bayern de Munique teria intenção em estender o empréstimo de Coutinho. Sendo assim, o meia poderia ficar até o término da temporada, e poder disputar a atual edição da Champions League. No entanto, nenhum anúncio foi feito pelo Barcelona.

Agora, resta saber qual será o futuro do brasileiro. Seu nome vem sendo especulado no futebol inglês, além de ser cogitado para entrar na operação que busca acertar o retorno de Neymar ao time catalão. Na atual temporada, o camisa 10 anotou nove gols e deu oito assistências em 32 partidas.

LEIA MAIS