Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

De prodígio ao estrelato na Inglaterra: a carreira de Tevez depois do Corinthians

Em apenas um e meio aqui no Brasil, ‘Carlitos’ Tevez já era tratado como ídolo da torcida corintiana que viu o argentino ganhar prestígio na Europa depois

Luis Feitosa
Jornalista graduado e amante de futebol e futebol americano

Crédito: Corinthians

Carlos Tevez é sempre nome muito lembrado pela torcida do Corinthians. Apesar do pouco tempo em que o argentino jogou com a camisa alvinegra, o argentino virou um dos ídolos na campanha da temporada 2005 que terminou com a conquista do Brasileirão. Após a passagem no Brasil, o atacante seguiu outros rumos e cresceu ainda mais de produção no Manchester United de Cristiano Ronaldo.

Em agosto de 2006, o Corinthians vendeu Tevez para o West Ham por 15 milhões de euros. O argentino era uma das principais apostas da seleção e iria disputar a principal liga europeia. O sucesso no Brasil se repetiu na Inglaterra quase que de forma instantânea. Em apenas 29 jogos, o argentino marcou sete gols e deu cinco assistências e chamou atenção do Manchester United de Alex Ferguson.

Tevez em Manchester

A chegada no Manchester United era simplesmente para formar a dupla com Cristiano Ronaldo em um elenco que tinha Ryan Giggs, Wayne Rooney e outros históricos jogadores da equipe. Não demorou muito para que os Red Devils conseguissem conquistar títulos e entrarem para a história tão rica do time. Em dois anos em Old Trafford, Tevez foi bicampeão da Premier League e da Supercopa da Inglaterra e campeão da Champions League, Mundial de Clubes e Copa da Liga Inglesa.

Faça parte da melhor carteira virtual do mundo das apostas! Conheça a VCreditos

Com o fim do empréstimo para o Manchester United, Tevez foi negociado com o rival Manchester City. No lado azul da cidade, o argentino chegou para iniciar um projeto de tornar o clube um dos maiores do mundo. Junto de Aguero, Elano e Yaya Touré, o argentino conseguiu fazer o clube ganhar prestígio nacional e no continente e mostrar que haveria muito mais para conquistar. Foram apenas dois troféus (Premier League de 2012 e a Supercopa da Inglaterra em 2013), mas que ambos levaram o argentino a cumprir a missão.

Quedas e recomeços

As quatro temporadas no Manchester City levaram Tevez para Juventus e o jogador perdeu mais espaço do que esperava. Convivendo com lesões e o banco de reservas, o argentino não tinha mais o mesmo ritmo de antes, mas sempre que acionado conseguia corresponder as expectativas da equipe. Com o objetivo de retomar a carreira, Tevez voltou pra Argentina em 2015 para uma nova rápida passagem de apenas um ano e meio no Boca Juniors e mais um Campeonato Argentino. O destino seguinte era a China e o Shanghai Shenhua, mas que após um ano marcado por problemas físicos e 20 jogos disputados o atacante voltou para a Argentina.

Desde 2018 de volta ao Boca Juniors, Tevez já não tem mais o mesmo ritmo que tinha quando saiu da Argentina com 21 anos, mas recompensa com a experiência e o faro certeiro do atacante. Não é a toa que o argentino ainda tem o nome ventilado para um possível retorno ao Corinthians no futuro.

LEIA MAIS:

Tevez no Corinthians? TV argentina cita interesse do clube no retorno do atacante

10 jogadores famosos que foram campeões da Copa São Paulo pelo Corinthians

7 jogadores que atuaram pelo Corinthians e disputaram uma Copa do Mundo