Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após exames, Paysandu confirma um caso de coronavírus

Antes de voltar aos treinos no sábado (27), o clube testou 70 funcionários para saber quem está infectado pela doença

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Jorge Luiz/ascom Paysandu

Um dia após voltar aos treinos no estádio Curuzu, o Paysandu Sport Club oficializou, neste domingo (28), que um funcionário está infectado pelo coronavírus e já se encontra em isolamento domiciliar. O nome do profissional, entretanto, está mantido sob sigilo pelo clube alviceleste.

Ao todo, 70 colaboradores foram testados. De acordo com o Paysandu, 42 não tiveram contato com o vírus e outros 27 estão “possivelmente imunizados”. O clube também oficializou que falta um jogador fazer os testes de coronavírus.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Leia a seguir a nota oficial do Paysandu:

Dos 70 profissionais que fizeram os exames, 27 estão possivelmente imunizados, 42 não tiveram contato com o vírus e um está infectado. Confira os resultados:

IGG positivo ou reagente: 11 atletas, 11 funcionários da Curuzu, quatro integrantes da comissão técnica e um membro da diretoria. Todos estão aptos para trabalhar presencialmente;

IGM positivo ou reagente: um atleta que já encontra-se em isolamento domiciliar;

IGG e IGM negativos: 16 atletas, 14 integrantes da comissão técnica, nove funcionários da Curuzu e três membros da diretoria. Todos estão aptos para trabalhar presencialmente.

Apenas um atleta, que já estava em isolamento domiciliar com sintomas leves da doença, não realizou exames. Ele fará os testes no 15º dia de confinamento, enquanto é monitorado constantemente pelos médicos bicolores.

Observação: conforme o clube, os anticorpos IGM reagente ou positivo indicam que o paciente está ou esteve infectado recentemente. O corpo ainda pode lutar contra o coronavírus. Os anticorpos IGG reagente ou positivo, por sua vez, indicam que a pessoa teve infecção há, pelo menos, três semanas e está possivelmente imunizada. Os pacientes que não possuem anticorpos IGG e IGM negativos ou não reagentes não tiveram contato com o vírus.

Leia também:

Paysandu é condenado a pagar R$ 510 mil para Bruno Veiga; veja detalhes da sentença