Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Top 15: veteranos com passagem meteórica são dor de cabeça para o Fluminense

Henrique rescindiu contrato com o Fluminense para voltar a defender o Cruzeiro

Wilson Pimentel
Jornalista esportivo desde 1998. Cobriu os principais eventos esportivos da última década. Passou pelas redações do SBT, Record TV, CNT, Esporte Interativo, Rádio Tupi, Rádio Brasil e Rádio Manchete. É correspondente de veículos de comunicação da Colômbia, Croácia, Paraguai e Portugal. Está no Torcedores.com desde 2019.

Crédito: Lucas Merçon /Fluminense

A saída de Henrique representa uma nova frustração do Fluminense com jogadores experientes. Recentemente a também breve passagem de Diego Souza e Ronaldinho Gaúcho ficou marcada de forma negativa, já que os craques não tiveram bom desempenho com a camisa tricolor e desagradou os torcedores tricolores.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Siga o Torcedores também no Instagram

Revelado pelo Londrina, Henrique foi uma indicação do técnico Odair Hellamnn, que tentou leva-lo para o Internacional em 2019. O volante precisou negociar com o Cruzeiro, que vai disputar a Série B do Campeonato Brasileiro este ano, uma extensão do contrato antes de acertar com o Fluminense.

Sem Henrique, que disputou apenas sete partidas com a camisa tricolor, o Fluminense passa a contar com quatro jogadores para a cabeça de área: Dodi, Hudson, Mateus Nascimento e Yuri. A princípio, o presidente Mário Bittencourt não deve repor a saída do experiente volante, de 35 anos, que voltou para o Cruzeiro.

Por isso, o Torcedores.com relembra 15 jogadores que não deram certo no Fluminense. Afinal, o Tricolor das Laranjeiras se tornou especialista em vender jogadores das divisões de base. Mas na hora de reinvestir esse dinheiro, pouquíssimos jogadores deram retorno esportivo após vestir atuar pelo clube. Confira!

Belletti

Após passagens vitoriosas por Barcelona e Chelsea, Belletti retornou ao futebol brasileiro em 2010. O lateral-direito foi contratado com status de craque, porém, ficou apenas cinco meses nas Laranjeiras. Ele, nesse ínterim, disputou apenas nove partidas e integrou o elenco na conquista do Brasileirão daquele ano.

Beto

Em 2002, o meia foi contratado pelo Fluminense após passagens marcantes por Botafogo e Flamengo. Beto, porém, não conseguiu repetir o sucesso que teve nos rivais. Ele ficou apenas quatro meses nas Laranjeiras. O jogador, nesse ínterim, disputou 18 partidas e marcou três gols com a camisa tricolor.

Danrlei

O camisa 1 é um dos maiores ídolos da história do Grêmio. Danrlei foi um dos reforços do Fluminense para a disputa do Campeonato Carioca de 2004. O goleiro, porém, disputou apenas três partidas pelo clube. Após quatro meses no futebol carioca, ele rescindiu seu contrato para defender o Atlético-MG.

Diego Souza

Cria de Xerém, Diego Souza foi contratado para ser o camisa 10 do Fluminense em 2016. Porém, DS 87 ficou apenas três meses nas Laranjeiras. Ele, nesse ínterim, 11 partidas e marcou quatro gols. Após rescindir seu vínculo com o clube, o meia-atacante retornou para o Sport onde é tratado como ídolo.

Faustino Asprilla

Contratado com status de popstar após passagens marcantes por Newcastle e Parma, o astro colombiano não conseguiu fazer sucesso com a camisa tricolor. Tino atuou pelo Fluminense entre novembro de 2000 e maio de 2001. Ele, nesse ínterim, marcou 8 gols em 13 jogos pelo clube. Logo depois foi atuar pelo Atlante, do México.

Gélson Baresi

Campeão por Flamengo e Cruzeiro, o zagueiro desembarcou nas Laranjeiras em 1999. Ele chegou para ser o Xerife do time na Série C do Campeonato Brasileiro. Gélson Baresi, porém, disputou apenas uma partida oficial com a camisa tricolor. Após dois meses no clube, rescindiu o contrato para atuar no Atlético-MG.

Gustavo Nery

Com passagem vitoriosa por São Paulo e Corinthians, Gustavo Nery desembarcou no Fluminense em 2008. Foi contratado com status de titular e para ser a solução da lateral-esquerda após a ida de Marcelo para o Real Madrid. O veterano, porém, ficou apenas seis meses no clube. Ele, nesse ínterim, disputou seis jogos com a camisa tricolor.

Lopes Tigrão

Destaque do Palmeiras no começo dos anos 2000, Lopes surgiu como grande promessa do futebol brasileiro. O ex-camisa 10, inclusive, foi sondado pelo Milan em 2001. O atacante, porém, teve passagem sem destaque pelo Fluminense em 2003. Foram apenas seis meses nas Laranjeiras. Ele, nesse ínterim, marcou 3 gols em 32 jogos.

Ronaldinho Gaúcho

A passagem de R10 ficou apenas dois meses no Fluminense. Ele, nesse ínterim, disputou nove partidas. Ronaldinho Gaúcho, inclusive, acumulou fracas atuações e muitas vaias do torcedor. O super astro de Barcelona, Milan e Paris Saint-Germain pediu dispensa para resolver problemas particulares. O clube não teve custos com a rescisão.

Ruy

Foi contratado pelo Fluminense após ser dispensado do Grêmio em 2009. O lateral-direito integrou o elenco que livrou o rebaixamento do Tricolor das Laranjeiras no Campeonato Brasileiro. Apesar da histórica campanha, ele não deixou saudades no torcedor. Foram quatro meses no clube. Ruy, nesse ínterim, disputou 13 jogos e marcou 2 gols.

Sérgio Manoel

Revelado pelo Santos, o meia teve breve passagem pelo Fluminense em 1993. Quando tinha 21 anos, Sérgio Manoel disputou apenas sete partidas com a camisa tricolor. Ele, porém, não deixou saudades no torcedor. Logo depois, o jogador entrou para a história do Botafogo ao conquistar o Campeonato Brasileiro de 1995.

Sorato

Ídolo no Vasco e Palmeiras, o centroavante foi contratado pelo Fluminense em 2003. O artilheiro chegou com a missão de ser reserva de Romário. Ele, porém, teve passagem de pouco brilho e ficou apenas sete meses nas Laranjeiras. Sorato, nesse ínterim, marcou 7 gols em 26 partidas pelo clube.

Túlio Maravilha

Ídolo do Botafogo, Túlio Maravilha foi contratado para ser o maior astro do Fluminense na Série C do Campeonato Brasileiro. O atacante, porém, a passagem relâmpago durou apenas seis meses por Laranjeiras. Ele, nesse ínterim, marcou 10 gols em 22 jogos. Logo depois rescindiu o contrato e transferiu para o Cruzeiro, no mesmo ano.

Wilson Gottardo

Campeão por Botafogo e Flamengo, o zagueiro teve passagem discreta pelo Fluminense em 1997. Chegou para reforçar o time no Campeonato Carioca. Como o clube não tinha dinheiro para pagar a taxa de transferência na FERJ, Wilson Gottardo ficou apenas dois meses nas Laranjeiras. O Xerife, nesse ínterim, disputou apenas um jogo.

Zetti

Multicampeão com o São Paulo, o goleiro teve breve passagem pelo Fluminense em 2000. O tetracampeão ficou apenas seis meses nas Laranjeiras. Ele, nesse ínterim, disputou 28 partidas e acumulou uma série de falhas em jogos do Campeonato Carioca e Copa do Brasil. Com isso, Zetti teve o contrato rescindido pelo clube.

As melhores notícias de esportes, direto para você

 

LEIA MAIS: