Home Esportes Olímpicos Brasil mantém posições em ranking de Seleções da FIVB

Brasil mantém posições em ranking de Seleções da FIVB

Entidade internacional manteve posição do país no masculino e feminino

Raul Felix
Colaborador do Torcedores.com.

Foto: Federação Internacional de Vôlei/FIVB

PUBLICIDADE

A Federação Internacional de Vôlei – FIVB atualizou seu ranking de seleções do mês de julho. No masculino a equipe brasileira está no primeiro lugar, com 427 pontos, seguido de Polônia e Estados Unidos. Já a Seleção Feminina ocupa a terceira colocação, e soma 328 pontos, atrás de China e Estados Unidos, respectivamente. Com as colocações, as equipes brasileiras mantêm os índices da última atualização do ranking.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Na temporada 2020 não haverá confronto entre as seleções em torneios oficiais da FIVB. A pandemia do novo coronavírus cancelou a realização da Liga das Nações. Além disso, as Olimpíadas de Tóquio que aconteceria no mês de agosto, foi adiada para 2021. A posição no ranking é fundamental para a divisão dos grupos nos Jogos Olímpicos. As chaves são definidas conforme a classifição de cada país.

A Seleção Masculina ocupa o primeiro lugar do ranking pelo 17º ano consecutivo. O resultado é fruto das campanhas das conquistas das Olimpíadas e o vice-campeonato no Mundial, da Copa do Mundo e o Pré-Olímpico. Já entre as mulheres, apesar de nenhuma conquista relevante neste ciclo olímpico, os desempenhos em competições como a Liga das Nações dão a terceiro lugar para a equipe José Roberto Guimarães.

PUBLICIDADE

Volta aos Treinos

Mesmo com a boa colocação no ranking da FIVB, as seleções masculina e feminina de vôlei não devem treinar em 2020. Em acordo, os treinadores e diretores da Confederação Brasileira de Vôlei ficou decidido para a preservação de todos os agentes envolvidos, e o cancelamento da temporada. Com isso, a preparação para os Jogos Olímpicos, em 2021, deverá ser apenas com as disputas da Liga das Nações, no ano que vem.

LEIA MAIS:

Seleções de vôlei não terão atividades em 2020
Bruninho foi o motivo de Bernardinho e Ricardinho pararem de se falar?
Na sombra do pai: carreira de Bruninho foi marcada por desconfiança do seu talento na seleção brasileira

PUBLICIDADE