Bruno Henrique deixa permanência nas mãos de Jorge Jesus, mas afirma: “Ele não comentou nada com a gente”

Jorge Jesus terá que decidir seu futuro nos próximos dias

Bruno Romão
23 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Alexandre Vidal/CRF

Em entrevista coletiva, Bruno Henrique comentou sobre a situação de Jorge Jesus. O treinador está na mira do Benfica e tem chances de deixar o Flamengo nos próximos dias. Dessa forma, o atacante torce pela permanência do ‘Mister’, essencial no sucesso do clube. Porém, revelou que o treinador não revelou a possibilidade de sair para os jogadores.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“É uma decisão particular do Mister. A gente sabe que o futebol envolve muitas coisas e ele é o nosso comandante. Queremos que ele fique, sabemos o quanto ele é importante para nós. Mas acontece que todo mundo tem hora que tem de saber o que é melhor para si e família. Às vezes, se muda de emprego e com ele não é diferente, mas deixa o Mister decidir. Ele não comentou nada com a gente. Se chegou essa proposta para ele ou não, o assunto é de responsabilidade dele e da diretoria. Mister é muito comunicativo. A gente sempre brinca com ele e ele com a gente. Sempre deixou claro qual desejo dele. Particularmente, não vejo silêncio dele. Vemos ele bem animado e contente com tudo”, declarou.

Sobre a final da Taça Rio, Bruno Henrique pontuou sua fama de “Rei dos clássicos”. Diante disso, espera fazer mais um bom jogo para ajudar o Flamengo em mais uma conquista, afirmando que sua parceria com Gabigol não possui nenhum tipo de rivalidade.

Acompanhe as notícias do seu time do coração pelo Facebook

“Todo jogador grande aparece nesses jogos grandes, e comigo não é diferente. Quando vou jogar um jogo grande, sempre me motivo mais. Espero poder fazer um grande jogo amanhã novamente. O importante é o coletivo da equipe… Por incrível que pareça, não tem (rivalidade). A gente consegue assimilar isso bem. Ano passado fui eu. Esse ano, Gabriel é um dos artilheiros. Quem tem a ganhar é o Flamengo”, completou.

LEIA MAIS