Como Mariano pode ser utilizado por Sampaoli no Atlético-MG?

Galo tem se mostrado protagonista no mercado da bola nacional nos últimos meses

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino.

Crédito: Getty Images

Apesar do período de crise imposto por conta da pandemia do coronavírus, o Atlético-MG se reforçou fortemente para o restante da temporada 2020. Através de um parceiro, o alvinegro de Minas tem viabilizado importantes contratações para o técnico Jorge Sampaoli. Na última quarta (29), o presidente do Galo anunciou a chegada de mais um reforço: o lateral-direito Mariano, que estava no Galatarasay, da Turquia.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

Mariano que já teve uma passagem pelo Atlético-MG foi pedido do técnico Sampaoli, que já trabalhou com o atleta de 34 anos no Sevilla, tendo assim uma boa relação, fato que pode um agente facilitador do lateral no futebol brasileiro após ele passar um longo tempo no Velho Continente.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Contente pela chegada do reforço, Sampaoli exaltou as qualidades de Mariano em coletiva realizada depois do anúncio do jogador.

– Mariano jogou comigo no Sevilla em 2017. Conheço bastante bem. Recomendei a contratação de Mariano, porque já conheço, estava jogando no Galatasaray, está com ritmo. Conseguir um lateral-direito com ritmo era difícil, e Mariano me conhece, o tempo de adaptação será menor.

De forma curiosa, Sampaoli até “esqueceu” de citar o lateral-direito Maílton ao falar sobre a chegada de Mariano. O jogador que também foi contratado para esta temporada esteve em campo apenas cinco vezes na temporada, tendo atuado pela última vez no dia 12 de fevereiro.

“Vamos ter um lateral a mais (Mariano), porque nesta posição temos somente Guga” – Jorge Sampaoli.

AO PEDIDO DO “CHEFE”

A chegada de Mariano vem justamente para suprir uma característica que Sampaoli gosta de imprimir em suas equipes, onde os laterais atuam bem mais avançados, chegando a figurar por dentro do meio-campo. O comandante argentino costuma definir os jogadores deste estilo como “laterais internos”, função esta que o novo contratado do Galo está totalmente habituado em executar no futebol europeu.

LEIA MAIS: